O Ilhéu, entrevista com Carlos Seabra.

Get The Crestock Daily Free Stock Photo Here
Carlos SeabraO Ilhéu, é o jornal da Ilha do Tabuleiro, que em tempos melhores, teve diversas publicações e  muitas entrevistas interessantes, destacando pessoas ligadas ao mundo lúdico nacional e internacional. é muito bom ver uma nova publicação por lá.

Muita gente talvez não conheça o Sr. Carlos Seabra, mas este senhor  é filho do Mário Seabra, um dos primeiros criadores de jogos de tabuleiros no Brasil, e trabalhando junto com o pai criou muitos jogos também.

Bom… então clique aqui, para seguir direto até a Ilha do Tabuleiro e ler o que ele tem a nos dizer.

Entrevistador, meu amigo Arnaldo popular Arnie da Ilha do Tabuleiro.

Abraço!

Imagem fonte Ilha do Tabuleiro

Blog de Origem: Mundo do Tabuleiro
Link: http://ift.tt/YOILov
Autor: Hermes

Anúncios

Tabuliro Virtual : Galaxy Trucker

Get The Crestock Daily Free Stock Photo Here
Ontem foi o tão aguardado lançamento para iOS do jogo Galaxy Trucker, um clássico do Vlaada Chvátil, e o que temos nesse app?? Simplesmente a melhor adaptação de um jogo de tabuleiro para o mundo digital.

Primeiro, ele é ridiculamente pequeno para o que oferece (apenas 80Mb) e mesmo assim rolam animações da trilha das viagens, gráficos muito bacanas e um jogo bastante fluido.

O tutorial tem as mesmas gracinhas que são características do manual, confesso que não tenho como dizer se ele vai ser simples de entender para quem nunca jogou o tabuleiro, mas pra relembrar as regras funciona super bem.

O app do Galaxy Trucker vem com alguns modos de jogo, onde você pode escolher a AI do jogo, quantas viagens quer fazer, se jogar single ou multi player e a versão campanha.

Essa sim pra mim é a cereja do bolo. Lembram dos adventures no esquema “encontro com npc, puxa conversa e pega missão”???? Pois ele é todo assim.

Vai no planeta Bar, arruma um trampo de levar bebidas para outro planeta, mas não pode deixar a carga quebrar, se conseguir, leva uma grana, vai juntando pra comprar naves nível II, ou então encontra uma piloto “casca-grossa” que te desafia a passar por um trecho onde basicamente só rolam chuvas de meteoro.

Amigos, eu joguei o app até zerar a bateria do meu iPad, o jogo é fantástico, capturou muito bem a dinâmica da versão de tabuleiro (a parte de seleção de peças da nave é perfeita) e transformou tudo num jogo ainda mais legal.

Se você tem um iPad, é para comprar AGORA, se a sua parada é Android, não fiquem tão nervosos, a previsão é que ele saia até o final do ano.

Blog de Origem: E aí, tem jogo? – A sua página sobre jogos de tabuleiro moderno.
Link: http://ift.tt/1u8PO7U
Autor: Carlos “Cacá”

City of Iron

Get The Crestock Daily Free Stock Photo Here

Esse não dá pra fazer um comentário muito profundo porque não conseguimos jogar uma partida inteira. Do que eu vi gostei bastante (menos a arte). City of Iron é um deck building diferente: você empilha cartas, mas sempre compra na ordem empilhada; meio que para mudar o esquema de sempre embaralhar seu deck que vemos em tantos outros jogos do gênero.

A temática é de de fantasia, mas com uns elementos de steam punk. Cada jogador começa o game com uma cidade e deve ir ampliando seus domínios. É possível conquistar outras cidades, terrenos, recursos, dinheiro e personagens diferentes.

Há um tabuleiro central para os players lutarem pelo domínio de recursos e é possível jogar em um modo amistoso (sem atacar o coleguinha) ou no modo ignorância (prejudicando o alheio). Merece mais uma mesa desse aqui certamente. Mais um da ludoteca do amigo Estevão.

Blog de Origem: Game Analyticz
Link: http://ift.tt/Yzo3t4
Autor: VINCE VADER

Fazendo e criando nossos Jogos !

Get The Crestock Daily Free Stock Photo Here
Estamos colocando novamente esta postagem, já que é bem antiga aqui no Blog, e que mostram inúmeros jogos feitos com Materiais que descartamos no dia-a-dia !

Interior da Ecobrinquedoteca


A Oficina de formação de Ecobrinquedistas:


Tempos atrás, participei da Oficina do Ponto de Cultura Ecobrinquedoteca – Campinas SP.  Terminada a Oficina, o Grupo resolveu prolongar e alguns continuaram se reunindo às Quintas-feiras, para troca de experiências… A Ecobrinquedoteca do Parque Ecológico Emilio José Salim, tem muito a oferecer… Nestes dias maravilhosos que passamos, aprendemos um pouco sobre como lidar com aquilo que jogamos fora todos os dias, e como reaproveitar de forma lúdica todo esse material… Este espaço, sagrado à partir do momento em que entramos e convivemos nele, é um cantinho daquilo que um dia sonhamos, daquilo que um dia queríamos na nossa infância, e um cantinho daquilo que um dia gostaríamos de resgatar nesta nossa trajetória de vida… O colorido de tudo que está exposto, a amizade criada no Grupo, o carinho de quem nos recebeu de braços abertos, o verde do local e o canto dos pássaros à sua volta, nos faz voltar um pouco naqueles tempos de crianças, onde brincávamos com o que tínhamos, e não com o que comprávamos… Eram outros tempos… A infinidade de caminhos abertos após o término destes encontros, fará, mesmo que aos poucos, que cada um dê sua contribuição para que este espírito seja preservado hoje e sempre…

Longa vida à Ecobrinquedoteca…

Longa vida ao lindíssimo Parque Ecológico…
Jogo Pega o Rato

A Oficina e os Jogos:


Já disse em um outro tópico, que somos “chatos”… Sempre ficamos reclamando da qualidade dos componentes, temas, rejogabilidade, uso ou não de “Dados”, etc… E por algum tempo também me considerei um destes “chatos”… Participar desta Oficina me fez mudar este conceito… Não estamos falando aqui de Jogos comprados, mas de Jogos feitos com materiais que no dia a dia vão para o Lixo… A infinidade de idéias que a Ecobrinquedoteca proporciona, fez atiçar algumas curiosidades em Jogos que muitas vezes conhecemos, mas que nunca jogamos por ser antigo, ou por ser muito fácil, ou por ser dependente de sorte demais.

Jogo Tablut
Alguns destes Jogos, embora bem antigos, mostra conceitos, muitas vezes primitivos, que ainda hoje encontramos em Jogos lançados recentemente… O lúdico fez parte deles e ainda faz parte dos Jogos atuais… Jogos extremamente simples, como “Jogo da Velha” ou mesmo sua variação mais interessante, como o Jogo “Semáforo”, ainda proporcionam muitas risadas e alegrias, e começamos então a perceber que um Jogo não precisa necessariamente ser complexo e bem feito… Momentos são o que Jogamos, e cabe a nós somente fazer com que eles sejam bons, independente do Jogo!!!

Jogo Dama Chinesa

Jogo Traversi

Jogo Quixo

Jogos matemáticos:


Uma “categoria” que achei muito interessante, foi a dos “Jogos Matemáticos”, que embora tenham um público restrito, e sejam utilizados para fins educativos, possui jogabilidade muitas vezes elevada, para um jogo que tem principalmente crianças como alvo… A utilização de Jogos, onde as Operações matemáticas básicas são necessárias, acabam por dar àqueles que os utilizam, um leque de opções à fim, não de educar, mas de fixar conceitos matemáticos… De todos os Jogos da Ecobrinquedoteca, estes foram os que mais me chamaram a atenção… A quantidade de Jogos disponíveis, bem como sua jogabilidade, foram um achado no meio de tantas informações… Que bom seria se algumas escolas tomassem esse conceito, e começassem a fazer campeonatos internos… Pode não corrigir erros na educação, mas com certeza, melhorariam o pensamento lógico, que é preciso para utilizá-los… Vale mencionar também aqui, a facilidade de confecção destes Jogos, e também o fato de haver um elo unindo matemática-lógica-abstração… Pelo menos no meu conceito, é impossível você falar de um deles, sem mencionar pelo menos mais um… Jogos abstratos, muitas vezes são confundidos com Jogos lógicos, e, tirando os numerais, também podem ser considerados matemáticos… Bem interessante, e que merece um estudo mais aprofundado à respeito!!!
Jogo Quarto (Esquerda) e Quarteto (Direita)

Vários Jogos Matemáticos

Jogo Quarteto
Jogo das Operações

Jogo Quarto

Jogos Antigos e alguns bem desconhecidos do público em geral:

A história dos Jogos deve ter nascido juntamente com a história do homem… Existem muitas informações pré-históricas de algo muito longe ainda do que conhecemos como “Jogo”… Talvez, a própria caça em busca de alimentos, tenha sido, mesmo de forma indireta, um dos primórdios do que hoje estamos discutindo aqui e ali… Qual a melhor “estratégia” para cercar e capturar a presa ??? E se ela fugir, qual a melhor “tática” a ser seguida ??? Embora estes conceitos modernos que utilizamos em nossas mesas, tenham passado muito longe da cabeça de nossos ancestrais, o Jogo em sí, principalmente o “Jogo da vida”, deve um dia ter deixado as planícies e estes conceitos, serem passados às crianças… Daí a criar algum ensinamento sobre “cerco”, tenha sido o início do que podemos considerar “Jogo”… Na Ecobrinquedoteca, acabei por conhecer alguns destes Jogos, como o “Jogo da Hiena”, “Jogo da Onça”, “Jogo Real de Ur”, “Tablut”, “Senet”, etc…, jogos muitas vezes simples e sem muita estratégia ou tática, mas que tiveram seu lugar no tempo, e que hoje são deixados de lado… A busca pelo conhecimento destes Jogos, acabou por germinar um Projeto, que ainda será explicado num outro tópico, denominado “Jogos de todo mundo”… Ainda acho, que nós jogadores, ainda devemos algo a estes Jogos antigos… Pelo menos conhecê-los…

Jogo da Iena (Esquerda) e Jogo da Onça (Direita)

Jogo Gamão

Jogo Real de Ur
Poderia ficar escrevendo muito ainda, mas é preciso encerrar o Tópico… A participação nesta Oficina de Formação de Ecobrinquedista foi uma das melhores coisas que pude fazer… Conhecer jogos que achávamos serem “antigos”, “arcaicos”, e ter um pré-conceito formado foi um erro!!! Estes jogos, assim como todos os jogos que temos em nossas Ludotecas, tiveram seu espaço e seu tempo… Devemos à eles, o fato de evoluírem, e toda ludoteca deveria tê-los, como passatempo e como objeto histórico !!!
Abraços

Blog de Origem: Clube do Tabuleiro de Campinas
Link: http://ift.tt/1Bnn1wy
Autor: Wagner

A nova cara do Carcassonne

Get The Crestock Daily Free Stock Photo Here

Tá velinho… já são catorze anos na estrada, de minha parte ainda gosto do Carcassonne. Então vez e outra acho uma boa joga-lo, principalmente se juntar o jogo base com alguma expansão, que aliais são muitas.

O segredo esta justo na simplicidade do funcionamento e a  grande variedade de possibilidades que resulta das diferentes montagem possíveis, tornando cada partida única.

Meio que procurando e propondo alguma renovação, a  Zman vem ai com mudanças dando cara nova a arte do jogo. Tanto a caixa como as peças passaram por redefinições, nas mãos Chris Quilliams ( caixa) e Anne Pätzke ( peças).

Antenada e preocupada a ZMan já adianta que a versão é bem compatível com as versões anteriores, assim como com a grande gama de expansões, justo na parte de trás das peças de modo a não haver diferenças e incompatibilidades .

Na imagem é possível observar as diferenças entre peças novas da versão da ZMan, com uma versão anterior. Então tá ai… recado dado, não fique surpreso se acabar comprando a versão da ZMan e houver algo diferente.

Abraço!

Nota: Imagens, fonte BGG.

Blog de Origem: Mundo do Tabuleiro
Link: http://ift.tt/1t5MwOz
Autor: Hermes

Castelo das Peças de setembro de 2014: Como foi

Get The Crestock Daily Free Stock Photo Here

Dia de 20 de setembro aconteceu mais uma edição do Castelo das Peças.  O principal destaque foi a vinda da Vanessa e o Francisco da Funbox de surpresa (obrigado Fel Barros por não avisar!!!).

De resto o de sempre:  Casa cheia e muita gente se divertindo, muito jogos sendo testados e por ai vai.

Falando de testes, tivemos a presença do pessoal do Senhores dos Jogos com seu jogo de futebol chamado “Jogada de Craque”.  O pessoal do Engage também apareceu para mais testes no jogo.  O pessoal da Riachuelo Games veio com o Vaporaria e Fields of Gore para o pessoal conhecer e poder jogar.

Também marcaram presença o pessoal da Ace Studios com o Gekdo e o Muffin Game e do Pensamento Coletivo com o jogo que não tem nome ainda.

O pessoal do Somnium apareceu com seus wargames e o José Augusto trouxe seu diorama jogavel para o pessoal admirar e jogar.

Obrigado a todos que participaram e agora esperar pela edição de outubro.

Blog de Origem: O Castelo das Peças
Link: http://ift.tt/1rqLb8l
Autor: shamou