RSS

Uma breve análise sobre os sleeves do mercado

06 set

Get The Crestock Daily Free Stock Photo Here

Antes de começar a falar sobre os sleeves, um pouco de história. Quando você começou a jogar, não agora, os jogos modernos, digo lá, na sua infância, na primeira partida de UNO/Can-Can ou aquela partida de Super Trunfo (para os mais antigos), você lembra das cartas protegidas??

Então, a cultura protegermos as cartinhas surge com os baralhos colecionáveis. Se em algum momento da sua vida nerd você se viu com um deck de Magic, Vampire, Yu-Gi-Oh! ou Pokémon (entre outros) você certamente tinha seu baralho principal todo sleevadinho, possivelmente com shields da Ultra-Pro.

Eu quando entrei no mundo dos boards, já tinha passado pela fase dos colecionáveis, mas demorei um bocado de tempo para me render aos sleeves nos jogos de tabuleiro, mas fato é que hoje, praticamente TODOS os jogos nas prateleiras dos jogadores por aí estão sleevados, as vezes com o requinte de adaptarem os “saquinhos” ao tamanho desejado usando ferro de solda (!!!!).

 Meeple Virus : Primeira no mercado nacional,
uma das mais contestadas também.

Mas então, todos os sleeves são iguais?? O que nós temos disponível no mercado brazuca para pronta entrega??? Tostines vende mais por que é fresquinho ou fresquinho por que vende mais???

É por isso que eu resolvi (com a participação da Tabuleiro Mix, da Lúdica e da RedBox) escrever um pouquinho só pra tentar ajudar aos amigos na sua próxima aquisição dos famigerados (mas tão amados) sleeves.

O QUE O MERCADO OFERECE?

Antigamente apenas duas opções chegavam até os jogadores de board-games, os sleeves da Fantasy Flight e os da Mayday, mas com o crescimento do mercado nacional as firmas começaram a se mexer e a produzir ou importar e selar seus próprios produtos.

Genéricos : Opção barata (mas de qualidade inferior)
para sleevar milhares de cartas.

A primeira marca nacional foi a Meeple Virus, que hoje tem uma gama grande de tamanhos, mas é muito questionada sobre a padronização do seu material.

Particularmente eu tenho poucos problemas e posso afirmar que 70% dos sleeves que eu tenho hoje nos meus jogos são deles e mesmo que tenha alguma perda durante o processo de sleevar o jogo A consigo aproveitar os sleeves no jogo B (ou em protótipos).

Outra marca nacional que eu ainda não conhecia, após receber o material gostei muito, foi a Bee Huug que atende bem aos padrões mais usados no mercado.

Bee Huug : Produzida no Brasil, é uma boa opção.

Chegando agora, os sleeves da RedBox ainda estão começando, mas de todos é o que tem a maior espessura em relação ao preço (ele tem espessura de “premium” com preço de normal), mas também ainda dispõe de poucos formatos.

Você ainda consegue encontrar nos sites de leilão da vida, sleeves “genéricos” vendidos em pacotões de 500/1000 unidades, esses geralmente, apesar do preço muito inferior, ainda são os que tem acabamento pior e também maior diferença entre tamanhos no pacote, mas não deixam de ser uma opção para LGC’s ou jogos com milhão de cartas.

O QUE EU PRECISO SABER SOBRE SLEEVES?

Não é nenhuma ciência mas tem algumas coisas que são legais você ver nos seus sleeves.

Red Box : A mais nova no mercado, mas com melhor qualidade no “basicão”.

O mais importante, é você saber se está comprando o sleeve certo, para o jogo certo. Hoje é fácil os grandes portais (como o BGG e a Ludopédia) dizerem na entrada de cada jogo, o tipo de sleeve que você vai precisar.

A marca que tem a MAIOR quantidade de formatos, ainda é a Mayday, mas jogos com formato padrão USA ou Europeu você vai encontrar com bastante facilidade, aí é só checar se você prefere um sleeve mais grosso (geralmente chamado de “premium” com 1,0mm de espessura) ou mais fininho (o de 0,5mm).

E embora quase todos sinalizem isso, é sempre bom ver se eles são “acid free”.

Mayday : A que oferece a maior diversidade de formatos.

CONCLUSÃO

Com tantas opções de marcas por aí, acaba sendo bom pro consumidor final, que pode aproveitar as melhores promoções que geralmente pintam nos eventos ou nos próprios sites.

Então, pode ir às compras e comece a sleevar sem medo até as cartas de sorte ou revés do seu Monopoly que está paradão ali na prateleira.

Depois daremos dicas de como sleevar suas miniaturas e seus dados…. Brincadeira!

Blog de Origem: E aí, tem jogo? – A sua página sobre jogos de tabuleiro moderno.
Link: http://ift.tt/2cy9Fg6
Autor: Carlos “Cacá”

 
Deixe um comentário

Publicado por em 06/09/2016 em E ai Tem Jogo?

 

Tags: , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: