Acordo Pegasus e WYG?

Get The Crestock Daily Free Stock Photo Here

A Pegasus Spiele continua a firmar acordos de publicação e distribuição com diversas editoras, desta vez foi a What’s Your Game?.

header_02

A editora alemã anunciou entretanto que irá publicar já nos meados deste mês, o aclamado Railroad Revolution de Marco Canneta e Stefania Niccolini.

Assim sendo, a editora garante assim dois dos principais títulos da última feira de Essen no seu catálogo!

Blog de Origem: JogoEu
Link: http://ift.tt/2eUs1Wy
Autor: abruk

Arcane academy

Get The Crestock Daily Free Stock Photo Here

Esse game tem um slogan que o define: “a strategic game of tile-linking wizardry“. Cada jogador comanda um estudante de artes mágicas e possui um tabuleirinho no qual vai acumulando seus poderes. Os poderes são abastecidos por força mental e estilhaços de cristal; quando um tile de poder é ativado ele também aciona aqueles que estão ortogonalmente ligados com ele. Daí que vem o slogan do game.

É possível sobrepor tiles e fazer novas combinações, mas o legal do game é que você tem que pensar em qual tile vai desencadear o poder, pois a sequência que ele vai acontecer faz toda diferença. Apesar da temática batida, Arcane Academy é um game que funciona com gamers e não-gamers. É daqueles que você consegue jogar em qualquer grupo.

É rapidinho e bem divertido. Tem uma arte bem legal e foi lançado esse ano. Fazia tempo que não jogava um game e que ficava com vontade de comprar pra ludoteca. Esse aqui me ganhou de prima.

#GoGamers

Blog de Origem: Game Analyticz
Link: http://ift.tt/2f3GQGN
Autor: VINCE VADER

Vast : The Crystal Caverns

Get The Crestock Daily Free Stock Photo Here

Você em algum momento já deve ter se deparado com os jogos de dungeon-crawler, e na maioria dos casos são jogos de heróis explorando dungeons com algum evil-lord tentando atrasar esses exploradores.

Agora imagina um dungeon-crawler em que cada jogador tem o seu papel completamente diferente dos demais com objetivos diferente fazendo ações diferentes? Esse é o Vast : The Crystal Caverns.

A área de jogo dos Goblins.

Nele os jogadores escolhem o que querem ser no jogo, você pode ser o herói valentão que tem que detonar o dragão, pode ser o dragão que precisa acordar da sua preguiça e sair da caverna, pode ser os Goblins sedentos do sangue do herói, ou sei lá, podem ser a caverna, que precisa expandir e depois colapsar.

O grande barato do Vast é justamente esse, são 5 jogos em 1 (tem o Ladrão além dos citados acima, mas não li muito sobre ele), e cada experiência na partida é bem diferente.

Eu joguei de Goblin, e o meu jogo era fazer com que as minhas três tribos fossem atrás do herói para tentar matá-lo, mas cada ataque é custoso e tudo precisa de planejamento.

Todos os jogadores : Goblins, Herói, Dragão e Caverna.

As impressões sobre os outros personagens foi positiva, alguns fazendo mais ações que outros, mas no final da partida todos ficamos com vontade de jogar de forma diferente pra testar as outras possibilidades.

Achei a proposta do Vast muito bacana, e o jogo consegue desenvolver isso de uma forma bem coesa com as engrenagens aparentemente funcionando bem e acho que com mais partidas ele tende a ficar bem disputado.

Blog de Origem: E aí, tem jogo? – A sua página sobre jogos de tabuleiro moderno.
Link: http://ift.tt/2eMGALL
Autor: Carlos “Cacá”

Diversão digital

Get The Crestock Daily Free Stock Photo Here

BrettSpielWelt : Um dos primeiros que eu conheci.

Quando eu comecei (lá-aaaa em 2002/2003), eu só tinha acesso a minha versão caseira do Catan, que jogava a exaustão com os amigos, quando eu descobri um site onde eu poderia jogá-lo, foi nele que eu conheci o pessoal do grupo do Yahoo e por consequência a Joga do Edu e hoje estou aqui.

Desde então, jogar presencialmente e por plataformas digitais tem andado quase paralelo. Para se ter uma ideia, sites com o BrettSpielWelt, me fizeram bastante companhia, tendo servido inclusive para apresentar para a comunidade jogos como o Dominion, lá em 2008.

Board Game Arena : O mais antigo.

Hoje, as coisas estão cada vez mais elaboradas, instalei recentemente o Table Top Simulator, que tem atualmente mais de 300 mods com jogos que variam desde paciência até Twilight Imperium, com gráficos caprichados, mas complicados de pegar a manha de todas as possibilidades do aplicativo.

Já os sites, como o Board Game Arena (o mais antigo de todos), costumam ser bem mais tranquilos de lidar, até por que, ao contrário do TTS, geralmente os sites respeitam as regras do jogo apresentado, e não são apenas um veículo para se jogar.

Vassal : O primeiro programa com mods.

Explico, plataformas como TTS, Tabletopia ou Vassal, te disponibilizam o mod do jogo, e você com ele joga da forma em que quiser, tipo, se por acaso você comprar uma carta à mais no seu turno, nada acontece, se o amiguinho com quem você está jogando não perceber, vida que segue.

Já os sites, geralmente tem as regras anexadas à experiência, então, você não pode burlarlá-las (intencionalmente ou não).

Table Top Simulator : Um dos mais modernos, com visual super apurado.

Particularmente eu ainda prefiro a experiência de sentar na mesa, batendo papo, parando pra hora de pizza, experiência essa que me trouxe nesses mais de 10 anos uma penca de novos amigos que vão ficar para a vida, mas fato é, que hoje você tem uma quantidade absurda de formas de jogar o seu tabuleiro preferido de forma virtual, no Board Game Geek tem uma lista gigante de opções para aqueles momentos em que todo mundo furou, ou são 2 da manhã e você tá acordado doido pra jogar alguma coisa.

Blog de Origem: E aí, tem jogo? – A sua página sobre jogos de tabuleiro moderno.
Link: http://ift.tt/2ev4f5H
Autor: Carlos “Cacá”

Piratissimo

Get The Crestock Daily Free Stock Photo Here

 sint-pirat

Sinopse:

Os jogadores assumem o papel de piratas que atravessam os oceanos em busca de tesouros, que diligentemente tentam transportar para o seu porto de origem. Os primeiros a conseguirem juntar 9 tesouros na sua ilha ganham o jogo!

Como se joga:

⇒ Setup

No início cada jogador escolhe uma cor e coloca o seu navio na ilha da mesma cor.

Ao lado do tabuleiro forma-se a reserva onde se colocam as argolas (tesouro), o dado e o marcador de tornado.

Uma partida joga-se à vez e no sentido dos ponteiros do relógio. Escolhe-se um jogador inicial que coloca o marcador de tornado numa ilha à sua escolha! 

Desenvolvimento

O jogador inicial lança o dado e avança o seu navio tantas casas como as indicadas por ele, seguindo sempre as setas vermelhas impressas no tabuleiro. Os jogadores podem optar por seguinte os atalhos (setas azuis), mas para isso têm de pagar um tesouro. Esse tesouro é retirado do seu navio e colocado na reserva.

Na mesma ilha só podem estar 2 navios em simultâneo, por isso, quando um navio tenta atracar numa ilha que já tem 2 navios atracados, deve colocar-se na ilha livre seguinte.

Quando a ilha onde se atraca tem o desenho de um baú fechado, o jogador pode decidir se quer o total do tesouro indicado junto ao baú, parte do tesouro ou prefere não carregar nada.

14708299_10154732799955555_8984226509288667415_n

Por outro lado, se a ilha onde se atraca tem o desenho de um baú aberto, o jogador tem carregar os 2 tesouros no seu navio, mesmo que isso implique ultrapassar o limite de carga.

O limite de carga de um navio é 7 tesouros. Quando alguém ultrapassa esse limite tem de deitar tesouros fora (na reserva) até ficar com 3 tesouros.

Quando a ilha onde se atraca tem o desenho de um tornado não acontece nada.

Quando já existe um navio atracado na ilha onde se atraca, há lugar a um saque pirata! Não se carrega os tesouros como numa jogada normal, em vez disso, o jogador faz girar a seta da bússola e, quando esta parar, verifica-se se está a apontar para um setor com o símbolo de um rubi (vermelho) ou sem rubi. Se estiver a apontar para a seção onde se vê o símbolo de um rubi (vermelho), a missão foi bem sucedida e o jogador pode retirar até 2 tesouros do navio adversário para o seu. Se estiver a apontar para a seção onde não se vê o símbolo do rubi, a missão falhou e o navio adversário pode continuar a sua viagem sem perder tesouro nenhum. Após esta ação o jogo prossegue normalmente com a vez do jogador seguinte no sentido dos ponteiros do relógio.

Quando o jogador dá uma volta ao tabuleiro, entra no seu porto para descarregar o seu tesouro. Entrar no seu porto conta 1 espaço. Se ainda sobrarem pontos do lançamento do dado, estes perdem-se.

Chegado ao porto, o jogador descarregar todos os tesouros do seu navio para a sua área de jogo e em seguida o seu turno termina. Quando voltar a ter a vez o jogador continuará a viajar pelo oceano em busca de mais tesouros.

Quando o dado mostra o símbolo do tornado, o jogador começa por avançar um espaço em frente com o seu navio e, caso se aplique, carrega o tesouro a que tem direito ou executa um saque pirata. Após a execução da sua ação, o jogador move o marcador de tornado de 1 a 4 casas no sentido oposto ao que fazem os navios, seguindo as setas brancas.

pic699524_md

Image by Laszlo Molnar

Quando o tornado termina o seu movimento numa ilha com navios atracados, o jogador que moveu o tornado faz girar a seta da bússola e executa a ação respetiva:

  • Mover os navios afetados assim como o tornado, 2 casas livres na direção das setas brancas;
  • Se possível, tirar 2 tesouros de cada navio afetado e colocá-los na reserva;
  • Se possível, tirar 1 tesouro de cada navio afetado e colocá-los na sua área pessoal.

Assim que a ação do tornado estiver concluída, termina a vez do jogador e prossegue com a vez jogador seguinte no sentido dos ponteiros do relógio.

⇒ Fim do jogo

O fim do jogo acontece assim que um jogador consiga ter 9 tesouros na sua área pessoal.

Avaliação:

Piratissimo é um jogo de 2005 mas teve este ano direito a uma revisão gráfica por parte da Pegasus, que entretanto comprou os direitos de vários jogos da Selecta Spielzeug, editora que lançou o jogo inicialmente.

 Neste jogo entramos no reino dos piratas, dos tesouros, dos saques e da imaginação, onde todas as crianças gostam de navegar e criar as suas aventuras.

O jogo é servido por material de excelente qualidade- tesouros em madeira dourada, navios de madeira com pequenas velas em plástico, um marcador de tornado também em madeira, enfim, um regalo!

Na caixa de jogo a indicação da idade aconselhada é 6 anos, no entanto, se as vossas crias conseguirem contar até 10 o jogo pode ser perfeitamente jogador por crianças de idade inferior. Aliás, cá em casa é já um sucesso junto da mais pequena que tem pouco mais de metade da idade aconselhada! Para crianças mais novas o jogo tem uma variante que retira a ação do tornado.

As regras são muito fáceis de aprender e explicar e o objetivo do jogo é muito direto e simples de entender. O tornado dá algum salero a um jogo que poderia tornar-se insosso se fosse só lançar dado e avançar, no entanto, não esperem milagres, este é um jogo infantil, e destinado à primeira infância, já conseguir ser entretido para pais e filhos é uma grande vitória, nada de grandes expectativas! Os saques piratas são outro aliciante deste divertido jogo, embora precise de ser “trabalhado” com os mais novos, que normalmente detestam

Podemos por isso afirmar que Piratissimo é um belíssimo jogo infantil que parece não acusar o pesos dos anos e que merece toda a nossa atenção quando se fala em jogos infantis, pois é uma referência nesta faixa etária.

Ligações:

Site da Pegasus Spiele  AQUI

Ficha BGG  AQUI

Resumo em português AQUI

Comprar:

Philibert  AQUI

Jogonamesa  AQUI

Pegasus Shop → AQUI

Blog de Origem: JogoEu
Link: http://ift.tt/2eM62S0
Autor: abruk

Stonehenge: an anthology board game

Get The Crestock Daily Free Stock Photo Here

Jogo não muito novo (2007), mas que chegou agora para ampliar as fileiras da ludoteca daqui de casa. Comprei esse aqui num saldão de Columbus Day na Compleat Strategist de NY. O que me chamou atenção no jogo foi a execução dele. Reuniram cinco game designers tarimbados: Richard Borg, James Ernest, Bruno Faidutti, Richard Garfield e Mike Selinker; deram para esses caras os mesmos componentes e a temática “Stonehenge” com o desafio que cada um criasse um jogo diferente. E é isso, temos um “anthology board game”.

Sempre utilizando as mesmas peças (tabuleiro, cards, miniaturas de druidas e pedras de Stonehenge) o pack apresenta os seguintes cinco jogos: The high druid (jogo político do Faidutti), Magic of Stonehenge (jogo de blefe do Garfield), Auction blocks (jogo de apostas do Ernest), Chariots of Stonehenge (jogo de corrida do Selinker) e Arthurian ghost knights (jogo de guerra do Borg).

Cada game é bem único e bem diferente do outro. As partidas são rápidas e o acabamento do jogo é bem old school. Vou agrupar as resenhas de cada um deles nas semanas vindouras conforme eu for jogando, mas já dá pra ver que são bem divertidos.

Imagens do BGG.

#GoGamers

Blog de Origem: Game Analyticz
Link: http://ift.tt/2ed3mNC
Autor: VINCE VADER