Tembo

 tembo

Sinopse:

Em Tembo o objetivo é conseguir atravessar o rio com o maior número de animais jogados por nós sem que os crocodilos ou os leões os devorem. Ao fim de duas rondas o jogo termina e quem tiver conseguido atravessar com o conjunto de animais mais valioso será vencedor!

Como se joga:

⇒ Setup

No início baralham-se as 52 cartas de animais e distribuem-se 5 a cada jogador. Se algum jogador receber, nesta distribuição inicial, uma carta de leão, descarta-a e bisca uma nova do topo do baralho. Todas as cartas de leão que sejam descartadas nesta fase são novamente baralhadas com o baralho principal depois de todos os jogadores terem 5 cartas na mão.

Inicial

Setup inicial

No centro da mesa colocam-se 5 cartas com o verso virado para cima, em linha, a formar o rio. A face destas cartas nunca será revelada. Ao lado do rio coloca-se o baralho.

Cada jogador recebe dez cubos de madeira de uma cor à sua escolha.

⇒ Desenvolvimento

Joga-se à vez de turno e no sentido dos ponteiros do relógio. Na sua vez um jogador opçõa por uma das seguintes ações:

  1. Jogar uma ou duas cartas de animal de casco para junto de uma das cartas de rio;
  2. Jogar uma carta de elefante ou crocodilo

A ação 1 consiste em jogar da mão uma carta de animal de casco por baixo de uma das cartas de rio (no início do jogo são 5 travessias). Se o jogador tiver duas cartas com números consecutivos ou com o intervalo de um número, por exemplo os números 30 e 31 ou os números 29 e 31 respetivamente, poderá jogadar extraordinariamente duas cartas nesse turno. Só se pode jogar para uma travessia em cada turno, ou seja, os jogadores escolhem onde querem colocar a sua carta (ou cartas), no entanto, o turno seguinte já podem jogar noutra travessia, se assim o entenderem ou na vez, para reforçarem a sua posição.

A2

Ao jogar uma carta o jogador tem de obedecer à regra da ordem crescente dos números, isto é, o número que se encontrar no topo da coluna de cartas tem de ser sempre menor do que aquele que se lhe segue e assim sucessivamente em toda a coluna. Por exemplo, uma coluna de cartas poderá ter os números 2, 32, 34, 35, sendo que o 2 é o que está mais próximo da carta da travessia do rio e o 35 o que está mais afastado.

Sempre que se joga uma (ou duas) carta de animal tem de se colocar um marcador na sua cor no canto superior esquerdo da carta a identificá-la. As cartas formam uma coluna de cartas sobrepostas em cascata com os respetivos cubos sobre elas, em ordem crescente do topo para o fundo.

A ação 2 consiste em jogar carta de crocodilo ou elefante.

Ao jogar uma carta de crocodilo:

  • o jogador coloca-a no descarte e em seguida pode retirar de jogo uma carta do topo de qualquer uma das travessias que tenham carta/s e colocá-la no descarte também, entregado o cubo ao respetivo jogador

OU

  • descarta todas as cartas do animal indicado no topo da carta desse crocodilo, de uma das travessias que tenham carta/s.

Ao jogar uma carta de elefante o jogador escolhe uma das travessias que tenha 3 ou mais cartas de animais de casco, e fá-las atravessar o rio, isto é, entrega as respetivas cartas a seu dono conjuntamente com o marcador (cubo). Essas cartas são colocadas na área de jogo de cada jogador com a face oculta.

A3

Há apenas uma carta de crocodilo gigante em todo o baralho, com essa carta o jogador que a jogar elimina uma coluna completa de uma das travessias à sua escolha. As cartas são colocadas no descarte assim como a carta de crocodilo gigante.

Antes de passar a vez ao jogador à sua esquerda o jogador ativo bisca uma ou duas cartas para voltar a ter cinco cartas na mão. Se ao biscar carta, lhe calhar um leão, essa carta é colocada sobre uma da cartas de travessia do rio, e todas as cartas que aí estiverem colocadas são descartas e os respetivos cubos entregues aos donos. A partir desse momento essa travessia fica bloqueada e não se pode jogar mais para lá, ficando a carta de leão a indicar esse bloqueio. O jogador terá de repor novamente a mão para voltar a ter cinco cartas na mão.

Atenção: É possível que saia mais de uma carta de leão consecutivamente, nesses casos executa-se a ação consecutivamente.

⇒ Fim do jogo

Depois das cartas do baralho se esgotarem continua-se a jogar sem fazer a reposição das cartas da mão. O jogo termina imediatamente quando um dos jogadores não tiver cartas na mão para jogar (em casos raros isto pode acontecer mesmo antes das cartas do baralho se esgotarem).

Em seguida todos os jogadores descartas as cartas que ainda tenham na mão e depois somam os pontos das cartas que ganharam durante a partida.

Jogam-se duas rondas e no final da segunda ronda, ganha quem tiver mais pontos acumulados nas duas rondas.

Avaliação:

Tembo é jogo de cartas muito bem ilustrado com regras simples e acessíveis.

O fator sorte tem um papel importante durante a partida e para os mais sensíveis a esse aspeto provavelmente sentirão algum incómodo, aos outros sobrará a experiência de um agradável jogo de cartas, que se adequada a jogar várias partidas seguidas.

O jogo não é muito fácil de encontrar mas pode encomendar-se pela amazon alemã, no entanto, os portes podem ser pouco convidativos…

Ligações:

Site da NSV → AQUI

Ficha BGG → AQUI

Regras em inglês → AQUI

Vídeo  AQUI

Resumo em português  AQUI

Comprar:

Amazon.de → AQUI

 

Blog de Origem: JogoEu
Link: http://ift.tt/2tAJHzM
Autor: abruk

Mountain Tour – Versão Caseira !

Caixa do Jogo Original !
Nossas Versões Caseiras são confeccionadas artesanalmente e para uso pessoal somente, sendo proibida qualquer tipo de venda !
No início de dezembro de 2016, colocamos um Post de um Jogo chamado “Mountain Tour“:

Mountain Tour é um jogo de Coordenação Motora, onde o objetivo é fazer com que seu “Escalador” (Representado por uma Bolinha colocada em um suporte) vá até o topo da Montanha e volte para a Base, sem deixá-lo cair em um dos buracos existentes no Tabuleiro. 


Componentes do Jogo Original !

Para isso, o jogador deverá Puxar ou Soltar, uma das Linhas que seguram o Escalador. É preciso muito cuidado, pois exige boa Coordenação, já que em alguns trechos, a Bolinha passa por caminhos bem estreitos entre os Buracos.
Mountain Tour é um daqueles jogos que poderiam ser obrigatórios, principalmente para quem tem Crianças em casa ou mesmo utilizados em Escolas, pois trabalha “Lateralidade”, já que quem Joga precisa Coordenar movimentos como Esquerda, Direita, Sobe e Desce e muitas vezes, existe necessidade de 2 Ações ao mesmo tempo.
Além disso, existe os apoios  laterai/superiores onde as Linhas que estão conectadas ao Suporte da Bolinha fazendo com que o movimento de Puxar ou Soltar a linha tenha consequências diretas sobre o movimento da Bolinha sobre a superfície onde ela irá percorrer o caminho.
Este conjunto de fatores, leva o Jogador a ser obrigado a ter uma boa percepção do que fazer, bem como trabalha muito a “Coordenação fina” de movimentos, pois qualquer descuido, pode fazer a Bolinha cair em um dos vários buracos colocados no Jogo.
Em todas os encontros em que participamos com este Jogo, o interesse foi muito grande, pois sai do padrão comum de Jogos de Tabuleiro, onde em sua grande maioria, os Jogadores ficam sentados.
Versão feita pela nossa colega de Holambra (Zamira, da Ecobrinquedoteca estava jogando!)
Mountain Tour obriga os Jogadores a ficarem em pé e focar a atenção no que está fazendo, pois distração é quase sempre, um resultado da Bolinha caindo em um dos Buracos.
As Ações do Jogador ao Puxar ou Soltar a linha, precisam ser delicadas aqui e geralmente pessoas sem muita paciência ou com muita ansiedade tem problemas em cumprir com o objetivo proposto.
Estar atento ao que se faz é uma obrigatoriedade e Mountain Tour cumpre muito bem seu papel de ser um Jogo Desafio, onde a atenção ao que se faz é obrigação.
Infelizmente este Jogo não é vendido no Brasil, mas como buscamos sempre adptar Jogos utilizando Materiais Alternativos, acabamos fazendo vários por aqui, utilizando Caixas de Papelão com uma Área grande (Caixas de TV Plana, por exemplo!), Bolinha que retiramos de Frascos de Desodorantes Roll’On e um Barbante ou Fio de Nylon.
Existe uma dificuldade na confecção deste Jogo, pois é preciso fazer os Buracos na Superfície da Área do Jogo, bem como fazer uma Estrutura onde será fixada esta Superfície, de forma que fique ligeiramente inclinada, mas com um pouquinho de criatividade é possível ter o Jogo praticamente a Custo Zero.
Emile, da Ecobrinquedoteca jogando nossa Versão Caseira !
Quanto ao tamanho, fizemos Versões realmente grandes, pois facilita muito as Ações do Jogador e geralmente o tamanho das Versões que fizemos ficaram próximos de 50 x 70 cm (Algumas variações de medidas houveram!).
Hoje, colocamos imagens de nossa 2ª Versão Caseira, que podem servir de modelo para que os interessados possam fazer também. Se esta fabricação Caseira também incluir Crianças, então estará se completando mais uma etapa do Lúdico, que é o criar. É claro que como existe o Corte (Fizemos com Estilete!), este deverá ser feito por uma pessoa adulta, mas as Crianças podem participar da Montagem e colagem de todo o Projeto.

É muito recompensador quando idealizamos, executamos e temos algo feito com nossas próprias mãos, pois o Jogar, será então apenas Produto final daquilo que foi pensado.

Recomendamos ! 

Jogo original !
Colocamos abaixo, imagens de como fizemos nossas Versões Caseiras e também do pessoal da Ecobrinquedoteca Jogando.

Blog de Origem: Clube do Tabuleiro de Campinas
Link: http://ift.tt/2uJ0ak2
Autor: Wagner

Tabuleiro Virtual : 7 Wonders

7 Wonders é um dos card-games mais jogados no mundo, desde seu lançamento vem acumulando fãs e prêmios e a alguns anos a Repos Production vem tentando finalizar a versão digital desse jogão.

Por conta da comemoração dos 7 anos de lançamento do jogo, parece que finalmente o app vai sair, e para isso eles abriram a versão Beta para os interessados em jogar e ficar reportando bugs que ocorram.

Nós tivemos a oportunidade de estar entre esses jogadores que receberam a versão Beta e vamos falar agora um pouquinho o que achamos dessa implementação.

Você pode escolher a Maravilha que quiser
e se coloca expansão ou não.

Para começar vale dizer que essa versão vem completinha, com as expansões Leaders e Cities já implementadas, você pode optar por jogar com ou sem elas de forma bem simples.

O jogo oferece a versão online, já funcionando a pleno vapor, e a versão local, que você pode jogar contra a IA do app e funciona com partidas de 3 a 7 jogadores (não tendo a versão mal resolvida para dois jogadores).

Uma coisa que eu senti falta foi um tutorial como em grande parte dos apps, ele tem as regras do jogo, mas um passo-a-passo para jogadores de primeira viagem talvez fosse uma boa pedida (e não sei se seria tão trabalhoso assim).

 Durante a partida tudo fica muito claro
no seu tabuleiro e nos adversários.

Quanto a jogabilidade, o jogo está bem fluido, tudo muito intuitivo, quando você clica na carta escolhida aparece a função dela, e as opções entre ficar, colocar na maravilha ou vendê-la.

Se você já tiver todo o material necessário para a ativação dela, a carta fica com a borda verde, caso precise pagar fica amarela e se não puder construí-la de forma nenhuma, fica vermelha.

Eu gostei muito da IA dele, tive partidas bem apertadas, e a versão online dele está rodando muito bem, sem travar ou cair o servidor (pelo menos por enquanto).

 Apesar das regras bem explicadinhas,
um tutorial talvez fosse melhor.

As más notícias são que ainda não tem previsão dele começar a ser comercializado e a implementação, pelo menos por enquanto, está só para plataformas iOS.

Mas uma vez finalizado, 7 Wonders vai ficar naquela linha das grandes adaptações digitais (como o Agricola, Smallworld e Galaxy Trucker).

Blog de Origem: E aí, tem jogo? – A sua página sobre jogos de tabuleiro moderno.
Link: http://ift.tt/2u5aftu
Autor: Carlos “Cacá”