Near and Far

Em junho desse ano eu joguei o Above and Below e o jogo foi uma das grandes surpresas desse ano, aí eis que soube do lançamento do Near and Far, espécie de continuação e versão melhorada do anterior, e ao jogar percebi que o jogo é tudo isso e mais.

No Near and Far os exploradores precisam continuar sua jornada, mas diferente do seu antecessor esse tem vários tipos diferentes de modo de jogo, incluindo aí modo campanha e “arcade”.

As regras diferem um pouco, você tem um personagem que funciona como um “worker” para mandar para as áreas da cidade, ou para mandar na jornada pelos diversos mapas do jogo.

O tabuleiro pessoal com várias informações.

Na cidade você pode contratar pessoas para te acompanhar na jornada, esses contratados vão melhorar seus atributos de exploração, de ataque e seu nível de “coração” que são os atributos que você usa durante sua jornada.

Ainda na cidade você pode comprar animais de carga (até 3) que te dão espaço para comprar cartinhas especiais, pode ainda ir nas minas para conseguir tesouros que te ajudam na compra das cartas maiores de pontos/efeitos (e que se acabarem na sua mão te reduzem pontos).

Já na exploração, você tem uma série de mapas com muitos locais, no início de cada partida você decide quais desses espaços terão encontros, mas tem espaços de pesquisa que te dão recursos, tem postos de comércio que vão te dar ponto, e você vai colocando suas barraquinhas pelo caminho, e as barraquinhas é que são o que marca se o jogo está para terminar ou não.

Na cidade você dá um “up” para poder partir para as explorações.

A parte dos encontros ainda é bem similar ao Above and Below, a diferença é que agora tem combates além só da exploração e na resolução dos encontros também tem textinho, o que torna a experiência ainda mais imersiva para quem curte jogos de storytelling.

Outra coisa legal, é que para quem tem menos tempo para jogar, pode optar pela versão mais “flat” que eles chamaram de arcade mode, onde tem um baralho de encontros sem textos, simplesmente “usa X pra ganhar Y” e vida que segue.

O jogo ainda conta com a versão de campanha onde os personagens vão evoluindo partida por partida, e que deve tornar a o jogo ainda MAIS bacana do que ele já é.

Durante as explorações, várias situações diferentes
para acompanhar.

Como disse anteriormente o jogo vai até que o primeiro jogador use todas as suas barraquinhas, aí contam-se os pontos ganhos por reputação, cartas, eventos subtraído dos pontos que você perde com as cartas que ficam na mão e quem tiver mais pontos ganha.

Near and Far consegue superar um jogo que já tinha me surpreendido e faz com que com a gente fique super ansioso para o lançamento dele pela Conclave!

O jogo é visualmente LINDO!

Blog de Origem: E aí, tem jogo? – A sua página sobre jogos de tabuleiro moderno.
Link: http://ift.tt/2x2Nx79
Autor: Carlos “Cacá”