Dead of Winter

O apocalipse zumbi está rolando, o inverno chegou e você faz parte de uma colônia de sobreviventes tentando sobreviver e completar objetivos comuns, mas situações extremas fazem com que as pessoas as vezes olhem para o próprio umbigo e esqueçam dos outros.

Com essa premissa, Dead of Winter, lançado no Brasil pela Galápagos Jogos, é um jogo cooperativo onde todos jogam com um objetivo comum e um objetivo pessoal, só que ele também traz a figura do traidor, que pode ou não aparecer, mas deixa o jogo tenso por não sabermos se ele existe.

As regras são simples, no início do jogo cada jogador vai receber uma quantidade de sobreviventes (que vão dar dados de ação), separamos o cenário que vamos enfrentar e quantas turnos teremos para cumprir o objetivo comum à colônia, depois disso cada turno se alterna entre a fase dos jogadores e a fase da colônia.

Na colônia várias informações : crise, lixo, objetivo, etc.

Na fase dos jogadores são reveladas cartas de crise, que são geralmente situações ruins que precisamos resolver para não perdemos moral (quando a moral da colônia chega a zero, todos perdem), depois todos os jogadores rolam seus dados e realizam as ações disponíveis.

Essas ações, podem ser atacar os zumbis (ou sobreviventes), fazer barricadas, limpar o lixo (cada carta usada vai pro lixo, se chegar a uma quantidade grande de lixo a moral cai), jogar cartas, usar habilidade dos sobreviventes, votar para exilar um sobrevivente, doar cartas para resolver a crise entre outras.

O Dead of Winter tem tabuleiros separados para cada localidade (com cartas especiais para cada uma delas) e o tabuleiro da colônia, e em cada localidade você pode encontrar coisas determinadas, então é sempre legal pensar bem para onde enviar seus sobreviventes de acordo com os itens que você precisa conseguir.

Nas localidades tentamos coletar itens importantes
e sobreviver aos ataques zumbis.

Além da crise, dos objetivos, dos zumbis, e do traidor, ainda temos as cartas de encruzilhada, essas cartas vão sendo abertas pelos jogadores e só são ativadas quando algum gatilho seja disparado, aí antes de continuar o jogo essa carta deve ser resolvida.

Depois de terminada a fase dos jogadores, vem a fase da colônia, onde precisamos alimentar os sobreviventes, verificamos se tem lixo demais, resolvemos (ou não) a crise, chegam zumbis, vemos se o objetivo principal foi resolvido e andamos com o marcador de turno.

Na área dos jogadores, a cartinha referente a cada
sobrevivente e os dados de ação.

O jogo segue até que a moral ou o marcador de rodadas chegue a zero (onde todos perdem) ou quando a colônia consegue realizar o objetivo principal, aí os jogadores que conseguiram completar seus objetivos pessoais ganham, caso contrário, mesmo que o objetivo geral seja atingido, aquele(s) jogador(es) perde(m).

Eu demorei muito para conhecer o Dead of Winter, mas agora ele entrou na lista de grandes jogos com tema de terror (possivelmente me fazendo mexer no Top3), ele é bem imersivo, tenso, e mesmo na versão onde sabemos que não tem traidor, temos que ficar cuidando da colônia para não diminuir a moral, tudo muito sinistro, fazendo com que ele seja um daqueles jogos que valem a experiência.

Eu achei a opção dos personagens cartonados mais
legal do que se fossem miniaturas, ponto pro jogo!

Blog de Origem: E aí, tem jogo? – A sua página sobre jogos de tabuleiro moderno.
Link: http://ift.tt/2jKXMHV
Autor: Carlos “Cacá”

Anúncios