Vídeo explicativo do Jogo “Pickomino” – Versão caseira !



Nossas Versões Caseiras são confeccionadas artesanalmente e para uso pessoal somente, sendo proibida qualquer tipo de venda !

Hoje vamos falar de um joguinho bem legal e que agrada tanto crianças quanto adultos. Trata-se de Pickomino, lançado em 2005 e seu Autor é Reiner Knizia.
Abaixo, colocamos um Vídeo explicativo do Jogo, que fizemos utilizando outra Versão Caseira, feita com Tampinhas de Frascos de Leite:

No Jogo original, você precisa ter o maior número de “Minhocas” possível no final da partida. E aqui existe uma mudança que fizemos em nossa Versão Caseira, que ao invés de utilizar “Minhocas”, utilizamos simplesmente Circulos Roxos… Portanto, em nossa Versão Caseira, quem tiver mais Circulos Roxos no final da partida, vence !

O Jogo é muito simples de ser feito, mas demora um pouquinho para os Jogadores entenderem como funciona, mas 2 ou 3 rodadas já são suficientes para o conhecimento total das Regras.
Os Componentes são 8 Dados D6 e 16 peças retangulares… Em nossa Versão Caseira, fizemos os Dados com Cubinhos de Espuma que tínhamos por aqui e as 16 peças retangulares foram feitas com Origami Modular.

Abaixo, colocamos o diagrama do Origami Modular que utilizamos para dobrar o papel e obter as peças retangulares.

Estas 16 peças retangulares, são divididas em 4 conjuntos da seguinte forma:
– 4 peças com 1 Círculo Roxo, numeradas de 21 a 24
– 4 peças com 2 Círculos Roxos, numeradas de 25 a 28
– 4 peças com 3 Círculos Roxos, numeradas de 29 a 32
– 4 peças com 4 Círculos Roxos, numeradas de 33 a 36
Um aspecto interessante são os Dados D6, que possuem numeração de 1 a 5, porém a face onde estaria o número 6, é desenhada a “Minhoca” (Jogo original) ou Círculo Roxo e sempre vale 5.
Coloca-se os 4 grupos de Peças Retangulares de forma crescente e separados por número de Minhocas (Ou Circulos Roxos) à vista de todos os Jogadores e o 1º Jogador da Rodada deverá rolar todos os 8 Dados D6.
O Jogador deverá formar conjuntos de valores iguais e escolher apenas 1 Conjunto… Em seguida, deverá rolar novamente todos os dados restantes (Menos os do Conjunto escolhido) e repetir este processo até o final de sua ação.
Um aspecto muito importante é que antes de encerrar sua ação, deverá, obrigatóriamente, ter “Minhocas” (Ou Círculos Roxos) em algum Conjunto escolhido, seja com 1 ou mais “Minhocas” (Ou Circulos Roxos).
Exemplo: Dados D6 sairam com valores: Circulo, Circulo, 3, 3, 5, 1, 2, 2… Repare que o Jogador pode optar por pegar os 2 Dados com Círculos Roxos totalizando 10 Pontos… Neste caso, pega-se estes 2 Dados e coloca à sua frente, rolando todos os demais… 
As escolhas dos Dados  que estarão à sua frente tem o objetivo de alcançar qualquer um dos valores das peças que estão na Mesa, ou com algum adversário. Soma-se todos os Dados que estão à sua frente e com o resultado o jogador pega a peça correspondente e coloca à sua frente. Se na rodada seguinte este Jogador pegar outra peça, deverá colocar sobre a peça que já existe. Os Jogadores só podem pegar as peças dos adversários que estão em cima e o valor deve coincidir com as escolhas dos Dados que o Jogador colocou à sua frente.
Este é um Jogo de apostas, pois uma vez que você pegou um Conjunto de Dados, esta face você não mais poderá pegar na rodada. Com isso, pode ocorrer de você continuar rolando Dados e sair todos as faces que você já pegou. Neste caso, você devolve a peça superior que está a sua frente e vira a de valor mais alto que está no centro da mesa… Isso é feito para que o Jogo não fique arrastado.
Para quem leu até aqui, deve ter achado um pouquinho complicado esta mecânica e concordamos que realmente é ! Mesmo à mesa, para quem não conhece o Jogo, as primeiras rodadas são meio confusas, mas pega-se o jeito rapidinho.
Pickomino, pelos poucos componentes que tem é um dos grandes achados neste nosso mundinho de Jogos.  Seu tempo de Jogo gira em torno de 30 minutos somente e agrada aqueles que querem algo bem interessante.
Este jogo trabalha muitos aspectos, como perda (Algum Jogador pode pegar sua peça) e também tomada de decisões se devo continuar jogando (E arriscando) ou devo parar e me contentar com a soma dos valores que já tenho à minha frente. Além disso precisará escolher qual o melhor conjunto para pegar. Além disso, existe o risco de continuar jogando Dados e não conseguir ficar com nada na rodada. Saber quando parar ou continuar é uma decisão crucial para conseguir alguma coisa na rodada.
Jogo que sempre recomendamos, pois sua simplicidade esconde muitos aspectos que podem ser trabalhados, além de ser bem simples, principalmente depois que habituamos a jogá-lo !
Recomendamos !

Blog de Origem: Clube do Tabuleiro de Campinas
Link: https://ift.tt/2IIwzBW
Autor: Wagner

Vídeo explicativo do Jogo “Sunflower Valley” – Versão Caseira !

Caixa do Jogo original

Nossas Versões Caseiras são confeccionadas artesanalmente e para uso pessoal somente, sendo proibido qualquer tipo de venda !


Hoje vamos falar de um Jogo muito interessante, destinado ao público infantil: Sunflower Valley !

Jogo original
Vídeo explicativo do Jogo, utilizando nossa Versão Caseira feita com Tampinhas:
Este Jogo, tem como característica muito interessante, a forma como é feita a Marcação no Tabuleiro de Jogo, que simplesmente deve ser Desenhado à mão livre os resultados obtidos na escolha dos Dados.
Em resumo, o Tabuleiro mostra 5 Áreas em diferentes cores, que simbolizam um Vale, onde os Jogadores terão que criar Ovelhas, Plantar Girassóis, Fundar cidades (Vilas), Conectar estas cidades com Ferrovia e com isso, conseguir a maior quantidade de Pontos, que funciona da seguinte forma:
– Número de Cidades com Ovelhas (Multiplicado por 3)
– Maior quantidade de Flores em uma Região (Multiplicado por 3)
– Total de Flores ao lado das Montanhas
– Total de População
– Ganhar Bônus que dependerá do número de Cidades conectadas por Ferrovia
Jogo original
Ainda terão que tomar cuidado, para que Cidades não fiquem sem Ovelhas em espaços adjacentes, pois se isso ocorrer, será descontada da Pontuação final o Número de Cidades sem Ovelhas (Multiplicado por 5).

Como o Jogo funciona ?
Existem 6 Dados que o Jogador inicial rola e escolhe 1 deles apenas e posiciona sobre qualquer uma das 5 Cores no Tabuleiro de referência do Jogo. Para cada face do Dado, existe uma opção diferente que são as seguintes:
– Face 1: Cidade + 2 População
– Face 2: Ovelha
– Face 3:  Seguimento de Ferrovia Reto
– Face 4: Segmento de Ferrovia em Curva
– Face 5: Flor sem População
– Face 6: Flor com 1 População
Jogo original
Uma vez escolhido, o Jogador desenha (Jogo original) a Cidade, Flor, Ovelha ou Segmento de Ferrovia no Tabuleiro de Jogo e o próximo Jogador escolhe um dos Dados restantes e faz a mesma coisa. Assim segue até que todos os Jogadores tenham feito sua escolha. O Marcador de Jogador inicial é entregue ao próximo Jogador que inicia a próxima rodada.
O Jogo termina quando todos os espaços do Tabuleiro do Jogador estão preenchidos e faz-se então a contagem de Pontos descrita acima.
Jogo original
O que achamos do Jogo ?
Sunflower Valley chama a atenção não pelo Jogo em sí, que é bem simples até, mas pela forma que os Jogadores fazem as Marcações no Tabuleiro do Jogo (Me refiro ao Jogo original), pois cada Jogador possui uma Caneta e deverá desenhar o que escolheu no Dado em seu Tabuleiro e isso torna cada um diferente do outro, pois Ovelhas são desenhadas de forma diferente, assim como Cidades, Ferrovia, Flores, fazendo com que a criatividade do desenhar também faça parte do Jogar. Formatos diferentes são motivos de risadas, pois o desenhar é livre, desde que ali esteja presente o que foi escolhido. 
Jogo original
Se quiser fazer uma Ovelha tomando sol, ou mesmo uma Ovelha Negra, com chapéu, com vestido, de Bicicleta ou seja lá o que quiser colocar no desenho, desde que esteja simbolizado ali a Ovelha, é livre e aqui o Jogo ganha um diferencial muito interessante. Nas imagens, poderão perceber estas diferenças.

O Jogar em sí em muito simples, pois é simplesmente rolar os Dados e escolher algo a ser colocado em alguma Área do Tabuleiro de Jogo e no final fazer a Pontuação.


Versão Caseira
O que achamos um pouquinho complicado é o Leque de opções para pontuar. Isso quase que obriga que alguém explique antes do Jogo, todos os meios de Pontuação, para que as escolhas não sejam automáticas, mas que levem em consideração o maior número de Pontos que os Jogadores podem obter, dependendo das escolhas feitas.


Versão Caseira
Uma agradável surpresa nesse nosso mundinho de Jogos, já que para o público que é destinado, o Jogo tem uma certa “complexidade” de escolhas. Estar atento às melhores possibilidades e como está o Tabuleiro é muito importante, pois Pontos valiosos podem ser obtidos numa escolha bem feita.


Versão Caseira
Como fizemos nosso Jogo ?

Quem acompanha nosso Blog, já percebeu que procuramos muito utilizar Materiais alternativos (Principalmente Tampinhas) na confecção de nossas Versões Caseiras e como gostamos demais de Sunflower Valley, precisávamos resolver o problema de como transformar desenhos feitos em um Tabuleiro, em algo mais prático e simples.


Versão Caseira
A idéia de desenhar no Tabuleiro é sensacional, porém teríamos que providenciar algum tipo de “Acetado” que aceitasse ser desenhado e depois aceitasse também ser apagado, seja lá com que produto for (Álcool, por exemplo), mas isso causaria 2 problemas que nosso Grupo procura evitar, que é a dificuldade em conseguir Materiais sem custo algum e Produtos utilizados, principalmente por Crianças. 


Versão Caseira
A solução veio de forma bem simples, utilizando Tampinhas brancas de Caixas de Leite para as Ovelhas, Cidades, Flores, Montanhas e Segmentos de Ferrovia e Tampinhas coloridas de Frascos de Leite.
Fizemos 30 Tampinhas de cada tipo: Montanha, Cidade, Flor, Ovelha e Segmento de Ferrovia e com isso tivemos que pegar 180 Tampinhas brancas de Caixas de Leite, além de conseguir  Tampinhas de Frascos de Leite (25 de cada em 6 cores).
Versão Caseira
Reparem que a quantidade de Material utilizado foi bem grande, mas como sempre juntamos Tampinhas e temos diversas pessoas que doam este Material, tínhamos tudo por aqui.
Quanto à Arte, poderão ver nas imagens que fizemos tudo desenhado à Mão, com Caneta Preta e pintamos com Lápis de cor. Feito isso, escaneamos os desenhos, colocamos no Power Point e imprimimos o Tabuleiro de Jogo e a Folha com Pontuação que é entregue a cada Jogador, em Papel gramatura 180g.
Versão Caseira
Já para Cidade, Ovelha, Flor, Montanha e Segmento de Ferrovia, imprimimos em Folha adesivada, recortamos e colamos em cada uma das Tampinhas brancas de Leite.
De forma geral, deu muito trabalho, pois tivemos que cortar todos os Círculos com desenhos e colar nas Tampinhas, porém, achamos que o resultado final, por termos feito os desenhos de forma bem simples e pintados com Lápis de cor de forma bem simples também, acabou dando um resultado muito legal.
Versão Caseira
Sunflower Valley foi um dos grandes achados neste ano de 2018 e que “caiu como uma luva” no nosso propósito, pois não existe necessidade de impressão de Componentes com Artes elaboradas ou aquisição de Marcadores, Cubinhos, Tokens, etc… Basta utilizar as Tampinhas e temos o Jogo.
Para os 6 Dados, utilizamos os já conhecidos Dados de Espuma que temos por aqui, pois praticamente, em todas nossas Versões Caseiras utilizamos eles. Quanto as Marcações nas Faces dos Dados, utilizamos Caneta permante.
Versão Caseira
Para aqueles que querem um Joguinho muito interessante, recomendamos o Jogo ! Se conseguirem substituir as Tampinhas por algum outro Material que possa ser desenhado e depois apagado incontáveis vezes, realmente não há necessidade de se utilizar tantas Tampinhas de Leite como utilizamos. 
Taí mais uma dica à todos vocês !

Abaixo, mais imagens de nossa Versão Caseira !

Blog de Origem: Clube do Tabuleiro de Campinas
Link: https://ift.tt/2IFZZQX
Autor: Wagner

Vídeo explicativo do Jogo “Hey, That’s my Fish” – Versão caseira !



Nossas Versões Caseiras são confeccionadas artesanalmente e para uso pessoal somente, sendo proibido qualquer tipo de venda !


Imagens retiradas do Site BoardGameGeek !

Hoje vamos falar um pouquinho do Jogo “Hey, That’s my Fish”:
Vídeo explicativo que Fizemos do Jogo “Hey, Thats my Fish ! utilizando nossa Versão Caseira:

Este Joguinho é bem simples quanto à mecânica, pois praticamente você sai com um dos seus Pinguins de um Tile marcado com 1, 2 ou 3 Peixes e vai para qualquer outro. Ao sair do Tile, você pega ele e coloca à sua frente. Vence o Jogador que conseguir a maior quantidade de Peixes.
Pela descrição acima, dá pra perceber a simplicidade do Jogo, já que no início, 60 Tiles são posicionados formando um Tabuleiro único. Existem 30 Tiles com 1 Peixe desenhado, 20 Tiles com 2 Peixes desenhados e 10 Tiles com 3 Peixes desenhados.
Existe algumas Regras de Bloqueio, como não poder passar por “Buracos” que são formados quando os Jogadores vão retirando os Tiles do Jogo e também que o seu Pinguim não pode ultrapassar qualquer outro Pinguim que esteja presente no Jogo, sendo que cada Jogador começa com 4 Pinguins.
Esta simplicidade esconde algo estratégico no Jogo, pois do meio para o fim, Buracos vão sendo formados e as possibilidades de movimentos dos Pinguins ficam mais restritos. Saber onde posicionar seu Pinguim para tirar proveito desta Regra é essencial para a Vitória. Além disso, algum Pinguim pode ficar isolado, sem ter possibilidade de movimento.
No Vídeo que fizemos, adaptamos o Jogo para ser utilizado com Tampinhas e utilizamos “Bonecos” de Biscuit que tínhamos por aqui e para substituir os Peixes, utilizamos Cubos que tínhamos por aqui também. Com isso, mudamos o Tema do Jogo, fazendo com que os “Exploradores” (Bonecos de Biscuit) explorassem a Ilha (Tabuleiro feito com Tampinhas) com o objetivo de pegar a maior quantidade de Tesouros (Cubos).
Praticamente não houve mudanças com esta adaptação, se comparado ao Jogo original, sendo que a única mudança realmente visível foi a não retirada de Tampinhas do Tabuleiro. Para isso, criamos uma Regra que os “Bonecos” não poderiam passar por espaços vazios deixados pela retirada dos Cubos.
É um Jogo bem interessante principalmente para o público infantil, e se for utilizado peças de Biscuit como fizemos e como colocamos nas imagens desta postagem, o Jogo realmente chama a atenção. Se utilizarmos os Desenhos do Jogo original ou Redesenhos feitos com Peixes, o Jogo chamará mais ainda a atenção devido ao seu colorido.
Para aqueles que gostam de Jogos simples, Hey, Thats my Fish é recomendado, sendo de grande aceitação por parte de quem joga, principalmente crianças.
Quanto à confecção de uma Versão Caseira, realmente não existe grande dificuldade, sendo que este Jogo é um dos que mais Versões foram feitas, principalmente utilizando Pinguins feitos de Biscuit. Todas as imagens desta postagem são Versões Caseiras feitas do Jogo.
Taí mais uma dica !

Blog de Origem: Clube do Tabuleiro de Campinas
Link: https://ift.tt/2jR8FFm
Autor: Wagner

Vídeo explicativo do Jogo “Direita, Esquerda, Centro” – Versão Caseira !



Nossas Versões Caseiras são confeccionadas artesanalmente e para uso pessoal somente, sendo proibido qualquer tipo de venda !


Hoje vamos falar de um Joguinho muito simples, destinado ao Público Infantil, que chamamos de “Direita, Esquerda, Centro”.

Neste Vídeo, explicamos como fizemos nossa Versão Casaira e como o Jogo funciona:



Este Joguinho trabalha 2 coisas bem interessantes:

Perdas e Ganhos !

Neste Jogo, existe uma constância onde você pode estar doando, recebendo ou eliminando de vez as Fichas utilizadas no Jogo. Muitas vezes, você não possui Ficha alguma à sua frente, mas isso não significa que perdeu a partida, pois a mecânica do Jogo permite que você possa receber Fichas de outros Jogadores e ainda sim vencer no final.
Chamamos de Fichas, mas poderão fazer o Jogo utilizando Cubinhos, Feijões, Milhos, Pedras ou qualquer outro Material. Nas imagens e em nosso Vídeo, perceberão que utilizamos Cubinhos vermelhos.
Lateralidade !
Pode parecer algo muito simples para nós, mas para algumas Crianças, principalmente na Faixa logo acima de 3 anos, alguns conceitos simples como Direita, Esquerda, Em cima, Embaixo, Atrás, À frente… podem muito bem ser explicadas através do Lúdico e neste Jogo o conceito “Direita, Esquerda e Centro” é utilizado o tempo todo na partida.
Perceberão pelo Vídeo que “Direita, Esquerda, Centro” é realmente simples, porém temos alguns aspectos interessantes do Lúdico que é o fato de você ora estar Doando Fichas, ora estar Recebendo Fichas, além da possibilidade de ainda continuar jogando e ainda vencer a partida, mesmo quando Fichas não estiverem à sua frente.
Não existe dificuldade no Jogo, embora seja dependente de Sorte pois a aleatoriedade dos Dados praticamente é o que “manda” no Jogo.
Quem acompanha nossas postagens aqui no Blog, vai perceber que de todos os Jogos já discutidos aqui, “Direita, Esquerda, Centro” é com certeza o mais simples, não só como Mecânica, mas como facilidade de confecção, pois basta Milhos, Feijões e Pedras, 1 Dado que pode ser feito de Origami ou Madeira e você tem o Jogo.
Na Versão apresentada no Vídeo, utilizamos Tampas de “Toddy” e fizemos algumas marcações para cada Jogador, orientando Lado direito, Lado esquerdo e Centro, porém não há realmente necessidade disso.
Para aqueles que querem jogar algo bem simples com os pequeninos, taí nossa dica ! No Vídeo, explicamos como o Jogo funciona e como fizemos nossa Versão. 

Blog de Origem: Clube do Tabuleiro de Campinas
Link: https://ift.tt/2KfFcQv
Autor: Wagner

Vídeo explicativo do Jogo Piquenique – Versão Caseira !

Nossa Versão com Tema “Joaninhas”

Nossas Versões Caseiras são confeccionadas artesanalmente e para uso pessoal somente, sendo proibido qualquer tipo de venda !


Hoje vamos falar de um joguinho muito interessante, que chamamos por aqui de “Piquenique”.


Imagem: Ecobrinquedoteca do Parque
Quando fizemos a “Oficina de Formação de Ecobriquedistas”, a Ecobrinquedoteca do Parque tinha um Jogo desses por lá, utilizando formas geométricas e como gostamos demais dele, resolvemos fazer uma Versão com o Tema “Dengue”.


Imagem: Ecobrinquedoteca do Parque

Adicionar Imagem: Ecobrinquedoteca do Parque


Passado alguns anos, resolvemos mostrar pra vocês este Jogo muito interessante, principalmente quando jogado com Crianças, pois é bem simples de jogar e também de se fazer.

Fizemos um Vídeo explicativo, onde explicamos o Jogo e também como fizemos nossa Versão com o Tema “Joaninhas”:



“Piquenique” vem da ideia original utilizada na Ecobrinquedoteca do Parque, onde os Jogadores precisam sair com seus Marcadores de suas Casas, se encontrarem no Parque e depois voltarem para suas Casas, antes do Sol se por.


Imagem: Ecobrinquedoteca do Parque – Versão “Dengue”

Imagem: Ecobrinquedoteca do Parque – Versão “Dengue”

Imagem: Ecobrinquedoteca do Parque – Versão “Dengue”
Na nossa Versão, as Joaninhas precisam sair de suas Casinhas, se encontrarem na Flor e depois voltarem para suas Casinhas, antes do Sol se por.

Existe um caminho onde cada Joaninha terá que percorrer, sendo que fizemos 3 Marcações com valores 1, 2, 3 e 4 para cada uma das 4 Joaninhas que utilizamos no Jogo. Já para o Sol, utilizamos valores 5 e 6.


Nossa Versão com Tema “Joaninhas”


De uma forma geral, o Vídeo acima é bem explicativo e realmente não terão dificuldades em entender e  jogar, sendo que a parte mais complicadinha será montar o Jogo, mas como perceberão nas Imagens e no Vídeo, basta adaptar e improvisar Tampinhas de vários tamanhos e tem-se o Jogo numa boa.

Para aqueles que tem crianças ou alunos pequenos, “Piquenique” é um Joguinho muito recomendado, pois dependendo do Tema a ser colocado, pode ser trabalhado muitos aspectos como Cooperativismo ou mesmo assuntos como Dengue, que citamos acima.

Taí a dica ! Esperamos que tenham gostado ! Imagens abaixo são de nossa Versão com Tema “Joaninhas”


Blog de Origem: Clube do Tabuleiro de Campinas
Link: https://ift.tt/2KTXkRh
Autor: Wagner

Vídeo explicativo do Jogo SIX – Versão caseira !

Caixa do Jogo original

Nossas Versões Caseiras são confeccionadas artesanalmente e para uso pessoal somente, sendo proibido qualquer tipo de venda !


Imagens retiradas do Site BoardGameGeek !
Hoje vamos falar um pouquinho de um Jogo que já fizemos postagem aqui no Blog e que podemos considerar como um dos mais simples e interessantes Jogos para 2 Jogadores. Trata-se de Six !
Peças do Jogo original
Este Jogo possui pouquíssimos Componentes, basicamente constituindo de 21 Hexágonos Pretos e 21 Hexágonos Vermelhos + 1 Livro de Regras.

Vídeo explicativo do Jogo SIX  – Versão Caseira, que fizemos utilizando Tampinhas:



Six é um Jogo de posicionamento de peças tentando formar 3 Figuras possíveis de serem feitas com os Hexágonos. A imagem abaixo mostra estas 3 posições… O primeiro Jogador que formar uma das 3 vence a partida.


3 formatos possíveis para vencer a partida
Para jogar, cada Jogador pega seus 20 Hexágonos e para o Setup inicial, coloca-se 1 peça de cada Cor lado a lado. À partir daí cada Jogador à sua vez poderá optar por:
– Colocar 1 Hexagono al lado de qualquer Peça já colocada, que pode ser da sua cor ou não.
– Mover 1 Hexágono de sua cor, desde que seja possível o movimento. Este Hexágono poderá parar ao lado de qualquer peça. Para  quem já jogou Hive, por exemplo, este movimento é o mesmo da Formiga.

Em nenhum momento do Jogo, os Jogadores poderão dividir o Conjunto de Peças, que sempre deverá ficar unido. O primeiro Jogador a conseguir fazer uma das 3 formas vence a partida.



Conjunto com os 3 formatos possíveis para vencer a partida
O que achamos do Jogo ?
Six é um Jogo muito simples, porém exige dos Jogadores uma considerável dose de estratégia e dependendo do nível destes Jogadores, uma partida dura bastante tempo.
O fato de você vencer formando qualquer uma das 3 formas, traz 2 problemas que caminham ao mesmo tempo, que é tentar montar as formas e também desmontar as formas que estão sendo feitas pelo adversário.
Six é abstrato na sua natureza, mas considero um dos Jogos mais legais que temos por aqui, devido principalmente pela simplicidade e pelo tempo de duração, que geralmente não leva mais que 20 minutinhos.
Confecção Versão Caseira Eva 2mm
Fizemos uma Versão Caseira com Hexágonos de Eva2mm, mas basta 20 Tampinhas de Refrigerante de uma cor e 20 de outra (Se possível, mesma marca, devido ao fato de serem do mesmo tamanho) e você já tem o Jogo.
Para Tampinhas redondas, recomendamos cuidado ao posicioná-las pois deverá ser observado o posicionamento delas no Conjunto. No jogo original feito com Hexágonos fica claro as 6 direções de colocação, mas em Tampinhas redondas estas mesmas direções deverão ser respeitadas.
Confecção Versão Caseira Eva 2mm
Recomendamos este Jogo pela simplicidade, pela alta rejogabilidade e por considerarmos um dos melhores Jogos Abstratos que temos, considerando os Componentes que são mínimos.
Joguinho genial e altamente recomendado !


Confecção Versão Caseira Eva 2mm

Versão Caseira Eva 2mm

Versão Caseira Eva 2mm

Versão Caseira utilizando Tampinhas

Versão Caseira utilizando Tampinhas

Versão Caseira utilizando Tampinhas

Versão Caseira utilizando Tampinhas

Versão Caseira utilizando Tampinhas

Blog de Origem: Clube do Tabuleiro de Campinas
Link: https://ift.tt/2Ic58Mg
Autor: Wagner

Vídeo explicativo do Jogo QUIXX – Versão Caseira !



Nossas Versões Caseiras são confeccionadas artesanalmente e foram feitas para uso pessoal somente, sendo proibida qualquer tipo de venda ! 


Imagens retiradas do Site BoardGameGeek !
Hoje vamos escrever um pouquinho sobre um Jogo fácil, rápido e muito legal, comportanto até 5 Jogadores e com tempo estimado de 30 minutos: Quixx !
Quixx foi lançado em 2012 e seu autor é Steffen Benndorf. O Jogo possui o mínimo de componentes, mas tem uma diversão garantida. É composto por 2 Dados D6 brancos e 1 Dado D6 nas cores Vermelho, Amarelo, Azul e Verde. Possui também um Bloco que é o “Tabuleiro” onde serão marcadas as escolhas do jogador.



Quanto ao Bloco, temos uma ressalva, pois uma vez que ele acabar, terá que providenciar outro. Por aqui, simplesmente fizemos 5 Tabuleiros e colocamos Contact frente e Verso. Para fazer as marcações, utilizamos quadrados de Eva 2mm nas cores Preto e Vermelho. Com isso, sempre teremos possibilidade de jogá-lo.
Vídeo explicativo do Jogo QUIXX , utilizando nossa Versão Caseira !

Como se joga ?

O objetivo dos jogadores é obter a maior quantidade possível de marcações em todas as 4 cores. Para isso, o jogador Rola todos os Dados e poderá fazer 1 das seguintes escolhas:
– Somar os valores dos 2 Dados Brancos e marcar em qualquer cor.
– Escolher 1 Dado Branco e somar com qualquer outro Dado colorido e marcar na cor em que foi escolhido o Dado colorido.
Feito isso, todos os demais Jogadores, se quiserem, poderão marcar somente a soma dos 2 Dados Brancos em seus respectivos Tabuleiros.
Quem vence a partida ?

O Jogo termina quando 2 Cores estiverem “bloqueadas”. Para “bloquear” uma determinada Cor, é preciso que o jogador que vai executar esta ação, tenha pelo menos 5 marcadores na respectiva Cor.
Outra regra de término da partida, é quando algum jogador recebe sua 4ª penalização. A penalização ocorre quando o jogador ativo rola os Dados e não consegue fazer nenhuma marcação.
Feito isso, no próprio “Tabuleiro” do jogo, existe uma marcação de quantos pontos o jogador ganha em cada Cor, que dependerá do número de marcações para cada uma delas.
Soma-se a Pontuação de cada Cor e desconta-se 5 pontos por penalização (Máximo de 20). Quem tiver o maior valor, vence a partida.
O que achamos do jogo ?

Quixx encontra-se naquele grupo de jogos extremamente simples, com regras bem fáceis, mas que possui um alto grau de diversão.
Os problemas que existem no jogo, é que uma vez que você marcou em alguma cor, não poderá fazer nenhuma marcação menor do que a já existente. Por exemplo, se o jogador marca 7 Vermelho, não poderá mais fazer marcações de 2 a 6 no Vermelho. 
Existem no Tabuleiro, marcações crescentes (2 a 12 nas cores Vermelho e Amarelo) e decrescentes (12 a 2 nas cores Verde e Azul).
Para “bloquear” uma determinada Cor, é necessário tirar valores específicos: 12 para Vermelho e Amarelo e 2 para Verde  e Azul, desde que tenha, ao menos, 5 Marcadores na Cor que irá bloquear.


As escolhas das marcações que você irá fazer são cruciais para você não receber penalizações. Isso faz com que você pense muito bem se vai utilizar alguns valores ou não.
Geralmente, marcações feitas à esquerda do “Tabuleiro” são bem interessantes, pois você fica com muitas opções de escolhas, porém, como existe a sorte nos Dados e também a incerteza se alguém vai ou não “bloquear” alguma Cor, é preciso decidir bem o que vai fazer e observar como se encontra as marcações nos Tabuleiros dos outros Jogadores.
Uma crítica quanto ao jogo original é que o “Tabuleiro” do Jogo é composto por um Bloco com uma centena de folhas. Para jogador, distribui-se 1 caneta e 1 folha. O fato de você fazer as marcações no Tabuleiro utilizando Caneta, significa que uma vez utilizada, aquela Folha é descartada, portanto, se jogar muitas vezes, acabará com o Bloco rapidinho, tendo que procurar meios de adquirí-lo em algum lugar.
Desta forma, sugerimos que alguém que tenha o Jogo original, que dê um jeito de fazer uma “laminação” em algumas folhas e entregue uma caneta que possa ser apagada por exemplo, com álcool. Com isso, você não gasta rapidamente o bloco. Outra opção é simplesmente entregar 1 Folha para cada Jogador e Marcadores que podem ser desde Feijão ou Milho, Cubos de madeira ou qualquer outro material.
O Jogo é muito simples e geralmente quem Joga 1 partida, quer jogar mais vezes. Por aqui, houve  muito boa aceitação por parte de todos os tipos de público.
Quixx, por ser leve, é um Jogo que pode ocupar espaços entre outros Jogos mais complexos, principalmente pela facilidade de explicação das Regras e pelo tempo, que realmente é bem rápido.
Recomendamos !

Blog de Origem: Clube do Tabuleiro de Campinas
Link: https://ift.tt/2FXuJqt
Autor: Wagner