Abelhas e Aranha – Versão Caseira !

Abelhas e Aranha – Versão Caseira !

Nossas Versões Caseiras são confeccionadas artesanalmente para uso pessoal somente, sendo proibida qualquer tipo de venda !

Este Jogo é mais uma adaptação do Geiblein, versteck dich!”, que tanto citamos aqui no Blog e que podemos considerar um dos Jogos que mais jogamos por aqui.

http://ift.tt/2a4aV9Z

“Geiblein, versteck dich!”, embora desconhecido da maioria dos jogadores, possui componentes mínimos e sua adaptação para qualquer outro Tema é muito fácil.


Corte da impressão feita em Folha Adesivada !

Temos por aqui Formigas e Tamanduá, que foi a primeira adaptação que fizemos e tambémDengue, que já foi postado aqui no Blog:

http://ift.tt/2aOPgPY

Hoje estamos apresentando nossa Versão Caseira com o tema Abelhas e Aranha, sendo que utilizamos desenhos de Abelhas impressas em folha adesivada, colocado Contact, cortados e colados em Botões de Camisa.

Para as Colmeias, utilizamos Potes de Requeijão e também fizemos da mesma forma que as Abelhas, com folha adesivada e Contact.
Abelhas e Aranha – Componentes !
Já o Dado D6, utilizamos Origami Modular, com desenho nas faces utilizando mesmo método de impressão. Abaixo, colocamos uma sequência da montagem do Dado, feito com a Técnica do Origami Modular.

Estas Versões Caseiras deste Jogo são interessantes pois dá pra fazer adaptações muito legais, principalmente utilizando 1 Predador e 30 Presas ou qualquer outro tema que possa sempre ser colocado esta proporção.
Na Versão Dengue, já apresentada aqui no Blog, utilizamos 1 Mosquito e 30 Focos de Dengue, sendo que ao invés de Tampinhas, simbolizando Formigueiro (Formigas e Tamanduá) e Colmeias (Abelhas e Aranha), resolvemos fazer Casinhas, colocando os Focos do Mosquito dentro delas.
Colando impressão de Abelhas em Botões de Camisa !
Joguinho altamente recomendado, principalmente para aqueles que tem crianças em casa ou aqueles que trabalham com crianças/alunos, já que as Regras são fáceis e a montagem do Jogo mais fácil ainda, pois é possível fazer o Jogo com apenas 1 Dado D6, 6 Tampinhas, 30 Pedrinhas e 1 Semente.
Abelhas e Aranha – Componentes !
Taí mais uma dica !

Blog de Origem: Clube do Tabuleiro de Campinas
Link: http://ift.tt/2xgYiSV
Autor: Wagner

Anúncios

Montage !



Imagens retiradas do Site BoardGameGeek !
Procuramos aqui no Blog, sempre escrever sobre alguns Jogos que fogem do padrão. Isso não é uma Regra geral, mas se fizerem uma pesquisa por aqui, encontrarão Jogos bem estranhos, mas que possuem sua finalidade como Jogo, propriamente dito.
E nestes quase 10 Anos de Blog e muitos Jogos à mesa, percebemos que 2 Categorias afastam os Jogadores de forma bem nítida: Jogos Matemáticos e Jogos de Palavras.
Nestes últimos anos, Jogos te Palavras tem aparecido muito na Mídia Lúdica, principalmente pelo advento do Concept e Codenames

onde existe a utilização da Palavra e sua relevância direta quanto ao resultado final das partidas.
Podemos citar também o já conhecido “Jogo de Palavras” ou Scrabble


que pouco interesse tem nos Grupos de Jogos, pois são deixados de lado, quanto temos competindo com ele Jogos bem mais interessantes, tanto mecanicamente quanto visualmente.
E incluimos aqui um pouquíssimo conhecido, mas também excelente Jogo de Palavras, que basicamente é um Jogo de “Senha” modificado para o uso de Letras: What’s my Word ?

Tanto Jogos Matemáticos quanto Jogos de Palavras, possuem um “Nicho” de mercado próprio e mesmo quando a “histeria coletiva” toma conta, pelo fato do Jogo de repente sair do anonimato total e chegar aos Tops de visualizações e comentários, passada esta fase, encontra seu lugarzinho ao largo dos outros e ficará por lá para sempre.



Acredito que o grande problema dos Jogos Matemáticos esteja no fato dos Jogadores, ao sentarem na Mesa, quererem a “diversão” e não ficarem fazendo Contas aqui e ali. Se estamos aqui sentados para jogar, vamos nos divertir então ! E com isso, estes Jogos ficam às margens. Aqui, podemos certamente colocar os “Jogos abstratos” mais puros, onde o Raciocínio lógico tem obrigação de estar presente, como GO e o Xadrez, por exemplo. Jogos que dificilmente são vistos nos encontros quase diários que temos espalhados por aí.
Jogos de Palavras também tem sua rejeição, pois é algo “chato” e ainda por cima, algo complicado realmente para se fazer um Jogo realmente interessante e que fuja aos padrões já conhecidos por aí.
E com estas palavras sobre as 2 Categorias, vamos falar então de mais um desconhecido da grande maioria: Montage !

Montage é um Jogo de 1973 ! Isso mesmo, 1973 e teve uma reedição mais recente, que manteve as mesmas Regras do Jogo original e colocou uma Arte Retrô, criando um aspecto mais nostálgico em um ambiente de Jogos com Arte cada vez mais caprichada e elaborada.



Os Componentes são mínimos pelo que é o Jogo, pois existe 1 Tabuleiro de Jogo, Toneladas de Fichas Coloridas e Pretas, 1 Seta, 1 Ampulheta de Areia e 4 Fichas com referência de quais Letras equivalem às Cores das Fichas.
Antes de mais nada, Montage não é um Jogo fácil, embora mostre isso nas Regras. É Jogado com 4 Jogadores, formando 2 Duplas, embora  por aqui, já jogamos com 3 Jogadores numa boa, mudando apenas as Regras de Pontuação.
O Tabuleiro é formado por 9 Áreas que lembram muito o já conhecido Sudoku, porém, em cada área existem 25 espaços (5×5) onde serão colocadas as Fichas Pretas e Coloridas.
Fichas pretas servem apenas para separar Palavras e são dispostas de várias formas no Setup inicial e não entrarão mais na partida, ficando fixas no seu lugar.
Fichas coloridas são colocadas entre as Fichas pretas e não necessariamente precisam estar lado a lado, podendo haver espaços vazios entre elas. Mesmo assim, a sequência de Fichas coloridas  que se encontram entre as Fichas pretas ou Lateral do Tabuleiro formarão as Palavras.
Seta que vem no Jogo, será colocada sempre antes da primeira Ficha colorida que indica o início da Palavra. Serve apenas para indicar o “Sentido de leitura” das Fichas coloridas, podendo ser na Horizontal, Vertical, Para cima ou Para Baixo.
Já o Temporizador é utilizado na vez do Jogador ativo, que terá que pensar em uma Palavra dentro do tempo proposto, colocar as Fichas coloridas no Tabuleiro, dar uma dica aos Jogadores e ainda por cima colocar a Seta indicando onde começa a Palavra.
Uma vez feito isso, caberá aos Jogadores tentarem descobrir qual é a Palavra. Uma vez acertado, colocarão Fichas de sua cor nos espaços da Palavra.
Vence o Jogo quem primeiro conseguir maioria em 5 das 9 Áreas do Tabuleiro.
O que achamos do Jogo !
Este Jogo é muito bom ! Mesmo sendo um Jogo de Palavras, consegue agradar a maioria dos Jogadores que se interessarem em sentar à mesa para jogá-lo. 
O maior problema, porém, não é jogá-lo, mas achar quem queira jogá-lo, pois o simples fato de ser um Jogo de Palavras, já “arrepia” a coluna de muitos, que nem mesmo querem testá-lo.
Quanto às Regras, ou decidimos fazer um Jogo utilizando apenas 4 Letras ou com mais de 4 Letras. Embora isso pareça uma diferença bem insignificante, torna o Jogo de complexidade Média para Difícil, pois palavras com 4 Letras são bem comuns e conhecidas: Cama, Sofá, Dado, Lima, Faca, etc., porém, ao acrescentar 1 Letra, o Jogo torna-se mais complicado tanto em achar uma Palavra, como dar a dica para ela.
Acrescenta-se a isso que uma Área do Tabuleiro só é Pontuada (Verificada a maioria) quando não houver mais como fazer nenhuma Palavra nela. Com isso, geralmente no início do Jogo, como não existem Fichas colocadas alí (A não ser as Fichas do Setup inicial), as possibilidades de escolhas de Palavras são muitas, porém, à medida em que o Jogo se desenvolve, os Jogadores, obrigatóriamente, terão que utilzar as Fichas coloridas que já se encontram nos espaços e as opções de colocação de Fichas coloridas nos espaços vazios são bem diminuidas.
É possível também que algumas Palavras extrapolem a Área em que está sendo Jogada, fazendo com que Fichas coloridas sejam colocadas em outras Áreas adjacentes. Mesmo assim, a Palavra formada continua valendo para a Área que está em Jogo no momento.
Tudo bem caótico !
Montage, embora tenha Regras simples, possui um inconveniente que é a pesquisa pelas Letras que correspondem cada cor.
– Ficha laranja = A, B, C, D, Z
– Ficha vermelha = E, F, G, H, J
– Ficha roxa = I, L, M, N, K
– Ficha azul = O, P, Q, R S
– Ficha verde = U, T, V, W, Y, X
O fato do Jogador colocar 3 Fichas, como por exemplo: Vermelha + Laranja + Laranja + Laranja, seta para a Direita antes da Ficha vermelha e dar como dica: Utilizada na Cozinha, faz com que os Jogadores tenham que fazer várias opções com estas Letras e chegar em Palavras que satisfaçam a Dica e mais ainda: Acertarem !
Percebem que Montage mostra uma estrutura simples, porém, dependendo dos Jogadores, o resultado a ser conseguido pode ser bem complexo quanto à analise que os Jogadores precisarão fazer.
O fato das Fichas terem várias Letras, pode ocasionar que, dependendo da dica, os Jogadores cheguem a vários resultados e aqui o Jogo mostra sua principal característica: Saber dar a dica ! 
Montage, infelizmente está na Estante de pouquíssmos Jogadores, pois não se acha mais tão fácil para comprar e por aqui fizemos uma Versão Caseira dele, utilizando Tampinhas de Refrigerante e uma Lona.
Mesmo assim, o Jogo agradou àqueles que tiveram curiosidade de sentar à mesa e jogá-lo, pois isso é exigência neste Jogo. Se você olhar apenas para ele, cairá fora rapidinho, mas se resolver experimentá-lo, encontrará um excelente Jogo de Palavras e com certeza será mais um daqueles que descobriram realmente algo muito além da Caixa e Componentes, pois atrás disso, existe um excelente Jogo.
Altamente recomendado !



Blog de Origem: Clube do Tabuleiro de Campinas
Link: http://ift.tt/2uWfMjF
Autor: Wagner

The Lost Expedition !



Imagens retiradas do Site BoardGameGeek !

The Lost Expedition ainda não é conhecido da maioria dos Jogadores. Lançado em 2017 pode ser jogado no Modo Solitário, Cooperativo ou mesmo Individual, com tempo próximo de 60 minutos em com idade indicativa acima de 13 anos:
The Lost Expedition tem como Tema a Aventura Lendária de Percy Fawcett na Floresta Amazônica em busca do El Dorado, mas que ficou somente na História, pois nem o El Dorado foi encontrado, muito menos nosso amigo retornou para contar suas Aventuras.
Aventurar-se em meio à Floresta é um tanto perigoso e o Jogo cumpre muito bem o seu papel de desafiar os Jogadores a tentar sobreviver aos perigos da Floresta, dia após dia.
Não pensem vocês que chegar no El Dorado é uma tarefa fácil e não pensem que irão conseguir com facilidade. Este Jogo foi feito para derrotá-lo, portanto, esqueçam a má sorte das Cartas que entram no Jogo ou a falta de plano dos jogadores em bolar um meio de chegar vivo ao El Dorado.
Chegar no El Dorado vivo é uma tarefa bem complicada aqui, principalmente pela aleatoriedade das Cartas que vão entrando em Jogo e o que estas Cartas exigem dos Jogadores. Muitas vezes, você realmente não tem muito o que fazer e seus “Pontos de Vida” desaparecem rapidinho. Outras vezes as Cartas ajudam um bocado os Jogadores, mas isso ocorre muito poucas vezes. De certa forma o Jogo é bem equilibrado quanto às Cartas e coisas boas e coisas ruins aparecem de forma equilibrada, de forma que o Jogo é um pouco tático. Ir se moldando às Cartas que aparecem e tomar decisões sábias de onde posicioná-las no Jogo é uma boa forma de ir amenizando e resolvendo problemas.
Uma Menção honrosa aqui quanto à Arte das Cartas, que mais parecem um HQ com muitos detalhes muito coloridos e em tamanho enorme (Próximos ao tamanho das Cartas do Dixit!), fazem deste Jogo um chamariz quando colocado à mesa.
Os Componentes se reduz a dezenas de Cartas, alguns Tiles (Vida, Comida e Munição!) e 1 Token de Madeira que simboliza o Explorador que terá que atravessar 9 Cartas que unidas formam a Floresta. Se este Marcador conseguir chegar na última Carta (Onde se encontra o El Dorado) os Jogadores vencem a partida. Atravessar estas 9 Cartas é o problema !
O jogo está dividido em Dias (Não é bem isso, mas vocês entenderão melhor desta forma!) e cada um deles é dividido em Dia (Onde ainda existe Sol!) e Noite.
De Dia as coisas são mais claras e visíveis. Logo, poderá haver algum planejamento por parte dos Jogadores, pois as Cartas que entram no Jogo possuem números e estes deverão seguir uma ordem crescente. Com isso, esta colocação até que ajuda um pouco os Jogadores, mas não é algo realmente significante a ponto de evitar os problemas que a Floresta oferece a cada instante.
De Noite as coisas complicam, pois as Cartas entram de forma mais aleatória (Embora os Jogadores possam decidir as posições de algumas delas!) e dependendo do que sair, poderá ter, por exemplo, 3 ou 4 Cartas seguidas com problemas sérios a serem resolvidos. Não é que o Jogo fica complicado, mas comparado a como as Cartas de Dia são colocadas em Jogo, as Cartas da Noite podem atrapalhar bem mais a vida dos Jogadores.
Neste Jogo, a posição que as Cartas estão colocadas afeta diretamente os Jogadores, pois as Ações são executadas numa sequência em que 1 Ação executada, interfere nas seguintes. Saber posicionar as Cartas de forma a tirar proveito disso é a receita de sucesso neste Jogo. Por exemplo, se a 2ª e 3ª Cartas tem problemas que os Jogadores não conseguem resolver sem se prejudicar, é muito interessante colocar antes delas 1 Carta que simplesmente retiram ela da sequência.
Ler o Jogo através das Cartas e utilizar esta leitura para saber onde e quando colocar determinada Carta é essencial para evitar transtornos. O problema é que muitas vezes você não possui tantas opções de escolhas assim, mas mesmo assim terá que decidir o que fazer. Neste Jogo, se prejudicar menos é muito melhor que se prejudicar mais !
A idade indicativa acima de 13 anos foi bem acertada para este Jogo, pois saber Ler o que está acontecendo nas Cartas é algo um pouco complicadinho. Saber o que fazer com estas informações, realmente precisa um pouco de análise e não indicamos muito para crianças.
Os problemas ocorrem à todo momento e você precisa criar meios de resolvê-los. Para isso, precisa tomar decisões de escolhas certas o tempo inteiro, pois as Cartas te dão opções do que poderá fazer e terá que escolher 1 somente. Achei um pouco complicadinho você ter as opções e olhar para as outras Cartas, ver o que irá acontecer logo em seguida e diante disso, saber escolher bem que opção escolher. Jogos deste tipo, exigem que você tenha uma visão do “todo” e não somente do que está acontecendo no momento.

The Lost Expedition realmente parece colocar à mesa a Cooperatividade perto daquilo que realmente deve ser em um Jogo. Sobreviver aqui não é fácil !
O mais interessante deste Jogo é que a “Partida solo” me agradou muito ! Geralmente não gosto de Jogos “solos”, pois tenho o conceito que Jogo é Diversão e é preciso ter alguém para conversar. Mas The Lost Expedition fugiu um pouco aquilo que penso e me agradou muito ! Mas não pensem vocês que Jogar solitário tornam as coisas mais fáceis. A dificuldade continua a mesma. A diferença está no fato que você é o Jogador “Alpha” e não terá que dar “pitacos” no Jogo de ninguém.
Para aqueles que gostam de Jogos Cooperativos e desafiadores, jogo muito bom ! E para aqueles que gostam de Arte muito bem feita, esta “Versão HQ” colocada no Jogo, nunca foi tão bem escolhida !
Vale se informar mais à respeito deste Jogo !

Blog de Origem: Clube do Tabuleiro de Campinas
Link: http://ift.tt/2fIQR0u
Autor: Wagner

CODE 777 – Versão Caseira !



Nossas Versões Caseiras, são confeccionadas artesanalmente e foram feitas para uso pessoal somente, sendo proibida qualquer tipo de venda ! 

Quem acompanha nosso Blog, já percebeu que vira-e-mexe e CODE 777 é assunto por aqui ! CODE 777 é com certeza um dos Jogos que mais viu mesa. Este Jogo de dedução foi lançado em 1985, e tem como autores Robert Abbott e Alex Randolph



Jogos de dedução realmente atraem Jogadores, quando existe um Tema que chama a atenção e quando este Tema refere-se a números, existe uma “debandada” geral, já que muitos torcem o nariz, por ser um Jogo numérico.
Mas enganam-se aqueles que pensam que aqui não existe um Jogo realmente muito bom !
Do que consiste o Jogo ?
O Jogo é composto de Cartas numéricas e Cartas de perguntas. As Cartas numéricas possuem cores e quantidades diferentse e são elas:
1 Carta de valor 1 na cor Verde
2 Cartas de valor 2 na cor Laranja
3 Cartas de valor 3 na cor Preta
4 Cartas de valor 4 na cor Roxa
5 Cartas de valor 5, sendo 4 na cor Vermelha e 1 na cor Preta
6 Cartas de valor 6, sendo 3 na cor Verde e 3 na cor Rosa
7 Cartas de valor 7, sendo 2 na cor Laranja, 1 na cor Rosa e 4 na cor Azul
Já as Cartas de Perguntas possuem alguma questão referente a estes números destas Cartas e em algumas Versões do Jogo, temos 21 delas e em outras temos 24.
Como o Jogo funciona ?
Todas as cartas de números são embaralhadas e cada Jogador recebe um Suporte, onde deverão ser colocadas 3 Cartas.
O interessante aqui, é que estas Cartas ficam viradas para todos os outros Jogadores de forma que o Jogador que as possui não consegue saber quais são.
O objetivo do Jogo é ser o primeiro Jogador a descobrir quais são os 3 números das Cartas de seu suporte e quais as cores de cada um deles.
Embaralha-se todas as cartas de perguntas e deixa no centro da mesa.
O Jogador, à sua vez, irá pegar 1 Carta de pergunta, ler em voz alta e responder à pergunta feita, levando em consideração os números dos suportes que ele consegue ver. Em uma partida com 4 Jogadores, ele conseguirá ver os números de 3 Suportes (Exceto, é claro, o dele, pois as Cartas estão viradas para os demais Jogadores).
Cada Jogador recebe também 1 folha, 1 caneta e 1 Carta de referência com todos os números e cores.
Após ele analisar todas as Cartas dos Suportes, ele responde em voz alta e esta resposta é a chave do Jogo para todos os demais Jogadores, exceto ele.
As perguntas referem-se a como ele está vendo as Cartas nos Suportes, e são bem claras, como por exemplo:
– Em quantos Suportes a soma dos números é igual ou menor que 12
– Você consegue ver mais Cartas azuis ou Pretas
– Em quantos Suportes todos os números são Pares ou Ímpares.
Repare que a pergunta feita pelo Jogador ativo (Que está com a vez!) e sua resposta, quase sempre dá alguma dica aos demais Jogadores (Às vezes a informação não serve pra nada!), como por exemplo: Se a Carta pergunta se ele vê mais numeros Roxos ou Pretos e ele diz que vê mais Roxos. E você como Jogador não consegue ver nenhum Roxo nos outros Suportes (Exceto do Jogador que está fazendo a pergunta, pois ele não está vendo as suas Cartas), você já deduz que você tem Carta Roxa, ou seja, pela Carta de referência, você tem Carta Roxa número 4, pois é o único número com esta Cor.
Uma vez que foi feita a pergunta e dada a resposta, o próximo Jogador (Sentido horário ou anti-horário) pegará outra Carta e fará outra pergunta e por aí vai.
Reparem que é um Jogo que exige atenção, pois as dicas são bem claras e muitas vezes, você precisa fazer algumas análises simples até e ir tentando deduzir as Cores que possui e os números.
Às vezes, como no exemplo, a dica é direta pra você e você só não consegue pegá-la se não prestar atenção. Já aconteceu, por exemplo, do Jogo terminar e perguntarmos se alguém conseguiu pelo menos deduzir algum número ou cor de alguma Carta e a pessoa dizer que tinha certeza que tinha Vermelho, mas não sabia qual número era. Ora ! Vermelho só existe em um número no Jogo, que é o valor 5 e faltou a ela simplesmente olhar a Carta de referência.
Uma característica muito importante desde Jogo é que quem faz a pergunta parece não ter muita importância, pois as dicas serão úteis para os demais Jogadores apenas, mas estar atento a responder corretamente é essencial para que o Jogo se desenvolva e já tivemos problemas por várias e várias vezes, de Jogadores lerem a Carta, olhar todas as Cartas dos Suportes e responder de forma errada.



Se isso ocorrer, este Jogador “quebra” toda linha de raciocício dos demais Jogadores, pois as respostas às perguntas é que fazem com que a Estrutura de Raciocínio dos Jogadores sejam montadas de forma correta. Por inúmeras vezes, alguém fez a pergunta e os próprios Jogadores corrigirem, dizendo que a resposta está errada e depois a pessoa se desculpar e responder corretamente. Isso pode ocorrer e praticamente anula tudo que foi feito, pois a linha de raciocínio segue uma lógica e às vezes você já deduziu Cor e Número de alguma Carta, mas uma resposta vem e contradiz tudo aquilo que você já tem como certo. Como exemplo, algum Jogador pode responder que em 2 suportes existem números pares (Estava olhando para 3 suportes!) e este mesmo Jogador, numa outra rodada, responder que em 2 suportes existem números ímpares (Estava olhando para os mesmos 3 suportes). Reparem que neste exemplo, ou a primeira informação estava errada ou a segunda informação estava errada… Se for a primeira, o estrago já foi feito, pois depois desta informação errada, passaram-se várias outras respostas e os Jogadores levaram em consideração àquela primeira resposta dada.
É complicado deduzir os 3 números ?
Nas primeiras partidas você tem problemas. Talvez por não entender como o Jogo funciona e também por não saber aproveitar as dicas que são dadas. Pode ocorrer de uma dica ser direta somente pra você e você simplesmente deixa passar por não entender a resposta, ou não saber ler os outros Suportes que a resposta faz referência.
Em nenhum momento da partida, o Jogador que está respondendo à pergunta, especifica Suporte ou Número referente à resposta dada. Como no exemplo de quantos Suportes todos os números são pares, se ele analisou 3 Suportes e disse que em 2 deles os números são todos pares, ele simplesmente responde isso, mas não mostra quais são eles. É óbvio que os Jogadores, por dedução simples, saberão quais os 2 possuem números pares e qual possuí somente números ímpares.
Muitos Jogadores que convidamos para jogar CODE 777 acharam complicado e que você tem que pensar muito, porém, no final da partida, ao perguntar se eles conseguiram pelo menos deduzir alguma Cor ou Número, eles acertaram e em alguns casos, eles já tinham deduzidos as 3 Cartas, porém não arriscou dizer que já tinha o resultado final, por medo de errar, já que quando algum Jogador anuncia que vai revelar suas Cartas, ele precisa acertar, senão todos os demais Jogadores vencem. Mesmo assim, procuramos sempre incentivar o descobrir o Jogo e perguntamos a cada um a que conclusão conseguiram chegar.
Em uma partida, houve uma curiosidade muito grande, pois ninguém se arriscou a terminar o Jogo (Revelar suas Cartas!) e como as Cartas de Perguntas acabaram, resolvemos então encerrar a partida e perguntar a cada um o que tinham deduzido. Simplesmente todos acertaram todas as Cartas de todos os Suportes, mas por medo ou dúvida, ainda esperavam mais alguma informação. Finalizar Cartas de Perguntas não é Regra de final de partida, pois podemos embaralhar todas elas novamente e continuar a partida até qual alguém revele suas Cartas.
CODE 777 considero um dos poucos Jogos obrigatórios na coleção ! A aceitação do Jogo vai do desinteresse inicial ao interesse final para jogar novamente e novamente. Muitos que não gostaram do Jogo em seu início, acabaram fazendo sua Versão Caseira e hoje jogam com seus filhos, amigos e alunos e realmente chama a atenção por ser muito simples quanto às Regras, porém, exige atenção !!!
Atenção aqui é obrigação !
Se você se dispersar por alguma outra coisa durante a partida, poderá perder uma dica clara pra você, que dificilmente voltará na partida e poderá perder a chance de vencer, como ocorreu por inúmeras vezes, simplesmente por não pensar o óbvio !
Jogo altamente recomendado ! E obrigatório !
Fizemos algumas Versões Caseiras e temos outras tantas espalhadas por aí. Lápis de Cor e pedaços de Papel para desenhar os Números e escrever as Perguntas é o que basta para ter este Jogo realmente muito interessante !

Blog de Origem: Clube do Tabuleiro de Campinas
Link: http://ift.tt/2fCE5As
Autor: Wagner

Can’t Stop – Versão Caseira !

Caixa do Jogo original !
Nossas Versões Caseiras são confeccionadas artesanalmente e para uso pessoal somente, sendo proibida qualquer tipo de venda !
Hoje vamos falar um pouquinho sobre o sempre bom Can’t Stop. Digo “sempre bom” pois é um dos Jogos que o pessoal mais gosta por aqui, talvez por  ter um lado “Pub” onde a discontração rola solta.
Jogo original !


Can’t Stop é basicamente um jogo de corridas, onde você rola 4 Dados e faz 2 combinações com eles. O resultado da soma dessas combinações, você coloca os marcadores no Tabuleiro, que vai de 2 a 12, sendo que alguns números possuem poucas casas até o topo e outros já tem um caminho um pouco mais longo para ser percorrido até lá.
Vence a partida quem conseguir completar primeiro 3 números quaisquer. Completar aqui, significa fazer seu marcador chegar até o topo da coluna daquele referido número. Uma vez que você completou um número, você “trava” esta coluna para os demais jogadores.
A grande brincadeira do jogo está em arriscar se continua ou não rolando os Dados, já que você corre o risco de não conseguir nenhum resultado que precisa na rodada e não coloca ou avança marcador nenhum.
Joguinho muito bacana e facílimo de ser feito. Reparem nas nossas Versões Caseiras, que fizemos algo rápido, bem improvisado, com números escritos à Caneta mesmo e utilizamos Tampinhas de Refrigerante como marcadores e alguns Dados artesanais que tínhamos em mão.
As Regras são diminutas, pois à sua vez, você rola 4 Dados e faz 2 combinações possíveis. A soma destas combinações darão à você a oportunidade de colocar algum marcador na coluna referente a esta soma. A grande questão deste Jogo, é que você não coloca os marcadores imediatamente após a rolagem dos Dados, mas coloca “marcadores provisórios”.
Caso decida parar a rolagem, você substitui estes “marcadores provisórios” pelo seu marcador que realmente está em Jogo.
Considerando que você possui 3 “marcadores provisórios”, uma vez que os 3 estão em Jogo, você terá que decidir se passa a vez ao próximo Jogador ou para por aí mesmo. Caso você decida prosseguir e conseguir alguns dos valores indicados por estes 3 “marcadores provisórios”, você avança 1 espaço e por aí vai. Caso você não consiga nenhum destes 3 valores, você simplesmente passa a vez ao próximo Jogador e não marca nada.
Can’t Stop é um Jogo onde você arrisca na rolagem dos Dados ! Corre-se o risco de se empolgar com os resultados dos Dados e ir avançando casas, até que não sai nenhum dos 3 valores e lá se foi para o ralo todo o trabalho.
É um jogo divertido ! E quando os resultados não saem, terão que aguentar os outros Jogadores, pois a torcida para que você pare é constante.
Para aqueles que querem um pouco de diversão e gostam de jogar sem ter muito compromisso com vitórias, Can’t Stop é mesa certa !
Jogo muito recomendado !

Abaixo, mostramos uma sequência de imagens da confecção de uma de nossas Versões Caseiras ! Estas imagens foram feitas na Ecobrinquedoteca do Parque – Campinas SP.



Blog de Origem: Clube do Tabuleiro de Campinas
Link: http://ift.tt/2wQtV2z
Autor: Wagner

Jogo Real de Ur !



Nossas Versões Caseiras são confeccionadas artesanalmente e para uso pessoal somente, sendo proibida qualquer tipo de venda !
Imagens retiradas do Site BoardGameGeek. Versões Caseiras pertencem ao acervo da Ecobrinquedoteca do Parque – Campinas SP.
Hoje vamos falar um dos Jogos mais antigos: Jogo Real de Ur !

Antes de mais nada, queremos reforçar aqui que este é um Jogo bem antigo, e consequentemente existem algumas “falhas” (Não seria esta a palavra exata!) na mecânica do Jogo, pois depende da rolagem de Dados triangulares e com uma dose de sorte que irritaria um pouso os Jogadores mais modernos, pois muitas vezes você joga, joga, joga e os valores que te interessam não saem de jeito nenhum.
O que chama a atenção é o Tabuleiro do Jogo, completamente fora dos padrões já conhecidos por todos nós, pois existem 2 “buracos” laterais, fazendo com que haja um estrangulamento no Caminho a ser percorrido por suas peças.
Geralmente, os Tabuleiros mais sofisticados deste Jogo, possuem uma Arte muito interessante, tornando praticamente como um objeto de decoração.
Outra característica muito interessante são os 4 Dados triangulares utilizados, que também saem do padrão de Dados conhecido por todos. Estes Dados possuem marcações am algumas extremidades. A soma destas marcações, determinam a quantidade de movimento dos “Tokens” dos Jogadores, sendo que cada Jogador possui 7 deles.
Quanto ao Tabuleiro, existem alguns desenhos que representam alguma coisa no Jogo e é preciso estar atento onde seus Tokens irão parar após realizar seus movimentos.
Como jogar ?
O objetivo dos Jogadores é entrar com seus 7 Tokens no Tabuleiro e sair dele, sendo o Jogador vitorioso, o primeiro a cumprir esta tarefa. Portanto, para quem já jogou Gamão, vai ver aqui alguma coincidência com o objetivo final.
Ao rolar os 4 Dados triangulares, você poderá obter os seguintes resultados: 1, 2, 3, 4 ou 0, sendo que o 0 “zero” significa que perdeu a vez. O jogador poderá utilizar sua Pontuação obtida nos Dados de 2 maneiras: 
– Entrar com 1 Token no Tabuleiro do Jogo 
– Movimentar um dos seus Tokens já presentes no Tabuleiro de Jogo.
Se decidir entrar com 1 Tokens, então ele leva este Token até a posição correspondente à sua rolagem nos Dados. O problema é que apenas 1 Token pode estar presente em cada “casa”, e como os movimentos iniciais seguem em uma direção e os finais seguem em direção oposta, já vemos aqui um problema que os Jogadores terão que lidar.
Versão Caseira !
Outro problema do Jogo para os Jogadores é que não basta rolar qualquer valor nos Dados e sair. Tem que ser o número exato e corre-se o risco de ficar tentando, tentando, tentando e o valor exato demorar a sair nos Dados.
Agora o mais interessante do Tabuleiro:
Existem 5 casas especiais, chamadas de “Rosetas”, que tem um desenho ou padrão de Flores. Se um Jogador terminar o movimento de um Token em uma casa com “Roseta”, ele ganha 1 Ação a mais. Dependendo dos valores obtidos nos Dados, o Jogador poderá combinar movimentos que dê à ele, várias Ações seguidas e aqui vai mais uma referência com uma Regra de outro Jogo conhecido, que é o “Kalah”.
O estrangulamento que me referi, devido aos 2 “buracos” laterais, faz com que exista um “Caminho compartilhado”  para quem está entrando com seus Tokens e para quem está saindo com seus Tokens do Tabuleiro. Uma vez que ambos os Jogadores estão entrando com Tokens ou movimentando os já existentes no Tabuleir, já imaginaram o problema de “congestionamento” neste “Caminho compartilhado”. Com isso, saber quais Tokens utilizar em função dos valores obtidos nos Dados é essencial, pois, como já disse anteriormente, 2 Tokens não podem ocupar a mesma casa.
Versão “Mitra” !
Existe Estratégia neste Jogo ?
Embora o Jogo Real de Ur seja muito antigo, ainda sim podemos ter Estratégias envolvidas, principalmente com a utilização das casas com “Rosetas”. Ter Ações extras é bem interessante neste Jogo ! Procurar evitar deixar Tokens nas 3 primeiras casas do “Caminho compartilhado” pois poderá ser um “alvo” em potencial para seu oponente! Ocupar a “Roseta” do “Caminho compartilhado” também é interessante, entre outras que poderão ocorrer, dependendo do andamento do Jogo.
Versão Caseira !
O que achamos do Jogo ?

O Jogo Real de Ur, apesar da sorte envolvida na rolagem dos Dados, é bem agradável de Jogar com tempo estimado de 30 minutos, sendo fácil de aprender e fornece uma certa dose de Estratégia. Não é um “Queima-cérebro”.
Uma característica interessante, é que o Jogador que está à frente (Aquele que já retirou mais Tokens!) acaba ficando sem muitas opções de escolhas, devido ao número diminuto de Tokens no Tabuleiro, dando chance ao Jogador com mais Tokens de igualar um pouco as coisas no final. Lembre-se que a saida de um Token requer valor exato, que pode travar o Jogador por não conseguir este valor em várias rolagens seguidas.
Versão Caseira !
Esta especificidade pode irritar alguns Jogadores impaciantes, pois a sorte está presente e muitas vezes você possui apenas 1 Token para sair do Tabuleiro e vencer a partida e o outro Jogador, devido à sorte na rolagem dos Dados, consegue vencê-lo, mesmo com mais Tokens a serem retirados.
Para queles que gostam de Jogos clássicos e também para aqueles que querem ter um Jogo como objeto de decoração, existem vários por aí, muito bem feitos ! Um pouco caro, sim ! Mas com características e artes únicas !
Regras do Jogo Real de Ur !
Aqui temos um Vídeo vídeo explicativo, dividido em 2 partes:

Blog de Origem: Clube do Tabuleiro de Campinas
Link: http://ift.tt/2vmqWRy
Autor: Wagner

Dama Chinesa – Versão Caseira !



Nossas Versões Caseiras são confeccionadas artesanalmente e para uso pessoal somente, sendo proibida qualquer tipo de venda !
Imagens retiradas do Site BoardGameGeek. Jogos feitos com Tampinhas pertencem ao acervo da Ecobrinquedoteca do Parque – Campinas SP.
Hoje vamos falar um pouquinho sobre  Dama Chinesa !
Acreditamos que, pelo menos uma vez, vocês já tenham visto ou jogado Dama Chinesa em algum local, já que não é tão desconhecido do público.
Este é um jogo bastante “seco”, porém não envolve sorte e também não exige muito que pensar.  Os movimentos lembram o “Jogo de Damas”, porém aqui temos 2 coisas realmente diferentes:
– O objetivo não é capturar todas as peças do adversário, mas atravessar todas as suas peças e posicioná-las no lado oposto do Tabuleiro.
– O Tabuleiro não é como no Jogo de Damas, com casas posicionadas ortogonalmente, mas trata-se de um Hexágono, onde várias direções de movimentos são possíveis.
O Jogo comporta até 6 Jogadores e possui uma característica interessante, que é ter um início de Jogo fácil, um meio de Jogo complicado, devido às várias peças dos Jogadores ocupando o meio do Tabuleiro e um fim de Jogo que pode parecer simples, mas depende muito de como irá posicionar suas peças, nas casas finais.
Você poderá jogar Dama Chinesa com 2, 3, 4 ou 6 Jogadores. Você poderia até jogar com 5 Jogadores, mas este número torna o Jogo injusto para alguns, pois existe um confronto direto entre suas peças e as peças do Jogador que se encontra do outro lado do Tabuleiro. Vocês terão que se cruzar pelo caminho ! É fato ! E também um confronto indireto com os demais Jogadores que se encontram em outras posições.
Não existe captura aqui ! Você simplesmente sai com suas peças caminhando ou pulando qualquer outra que exista pela frente.
Como num Jogo com 6 Jogadores, por exemplo, todos vão saindo com suas peças de sua Área inicial, vai chegar um momento em que o centro do Tabuleiro ficará bem congestionado.
Saber utilizar a posição das peças dos adversários, de forma a se beneficiar o movimento de determinada peça é um bom meio de chegar ao outro lado do Tabuleiro rapidinho.
Vence aquele Jogador que primeiro conseguir colocar todas suas peças, nos espaços existentes do outro lado do Tabuleiro.
O que achamos do Jogo ?
Dama Chinesa é divertido ? Depende do que você chama de diversão. Para quem não conhece, imagine-se jogando Damas, porém o tempo do Jogo é bem maior que Damas, principalmente quando você joga com 4 ou mais Jogadores. Simples e com uma boa aceitação por parte daqueles que gostam de Damas. O fato de você estar competindo com vários Jogadores, tornando o Jogo caótico, principalmente no meio da partida, faz com que você tente planejar da melhor forma possível, movimentos futuros. 
Muitas vezes, o planejamento feito recebe interferência de qualquer outra peça que entrou em um espaço que você esperava que estivesse vago na sua próxima vez de jogar.
Com isso, Dama Chinesa torna-se um Jogo Tático, onde a Ação de um Jogador, interfere diretamente nas Ações dos Jogadores seguintes e é preciso ir se adaptando às mudanças que sempre estão ocorrendo.
Existe uma interferência direta entre os Jogadores, pois bloqueios ocorrem a cada instante, ora afetando suas peças, ora afetando peças de outros Jogadores.
Para aqueles que querem algo bem leve e bem fácil até de ser feito, recomendamos ! Nas imagens abaixo, poderão ver como foram feitas algumas Versões Caseiras utilizando Tampinhas de Refrigerante. Um pouquinho de paciência para fazer sua Versão Caseira e você tem um Jogo muito legal para colocar à mesa.
Aqui temos um Vídeo explicativo do Jogo:

Segue algumas imagens de Damas Chinesas feitas com Tampinhas !



Blog de Origem: Clube do Tabuleiro de Campinas
Link: http://ift.tt/2uq4Nmz
Autor: Wagner