Vídeo explicativo do Jogo “Hey, That’s my Fish” – Versão caseira !



Nossas Versões Caseiras são confeccionadas artesanalmente e para uso pessoal somente, sendo proibido qualquer tipo de venda !


Imagens retiradas do Site BoardGameGeek !

Hoje vamos falar um pouquinho do Jogo “Hey, That’s my Fish”:
Vídeo explicativo que Fizemos do Jogo “Hey, Thats my Fish ! utilizando nossa Versão Caseira:

Este Joguinho é bem simples quanto à mecânica, pois praticamente você sai com um dos seus Pinguins de um Tile marcado com 1, 2 ou 3 Peixes e vai para qualquer outro. Ao sair do Tile, você pega ele e coloca à sua frente. Vence o Jogador que conseguir a maior quantidade de Peixes.
Pela descrição acima, dá pra perceber a simplicidade do Jogo, já que no início, 60 Tiles são posicionados formando um Tabuleiro único. Existem 30 Tiles com 1 Peixe desenhado, 20 Tiles com 2 Peixes desenhados e 10 Tiles com 3 Peixes desenhados.
Existe algumas Regras de Bloqueio, como não poder passar por “Buracos” que são formados quando os Jogadores vão retirando os Tiles do Jogo e também que o seu Pinguim não pode ultrapassar qualquer outro Pinguim que esteja presente no Jogo, sendo que cada Jogador começa com 4 Pinguins.
Esta simplicidade esconde algo estratégico no Jogo, pois do meio para o fim, Buracos vão sendo formados e as possibilidades de movimentos dos Pinguins ficam mais restritos. Saber onde posicionar seu Pinguim para tirar proveito desta Regra é essencial para a Vitória. Além disso, algum Pinguim pode ficar isolado, sem ter possibilidade de movimento.
No Vídeo que fizemos, adaptamos o Jogo para ser utilizado com Tampinhas e utilizamos “Bonecos” de Biscuit que tínhamos por aqui e para substituir os Peixes, utilizamos Cubos que tínhamos por aqui também. Com isso, mudamos o Tema do Jogo, fazendo com que os “Exploradores” (Bonecos de Biscuit) explorassem a Ilha (Tabuleiro feito com Tampinhas) com o objetivo de pegar a maior quantidade de Tesouros (Cubos).
Praticamente não houve mudanças com esta adaptação, se comparado ao Jogo original, sendo que a única mudança realmente visível foi a não retirada de Tampinhas do Tabuleiro. Para isso, criamos uma Regra que os “Bonecos” não poderiam passar por espaços vazios deixados pela retirada dos Cubos.
É um Jogo bem interessante principalmente para o público infantil, e se for utilizado peças de Biscuit como fizemos e como colocamos nas imagens desta postagem, o Jogo realmente chama a atenção. Se utilizarmos os Desenhos do Jogo original ou Redesenhos feitos com Peixes, o Jogo chamará mais ainda a atenção devido ao seu colorido.
Para aqueles que gostam de Jogos simples, Hey, Thats my Fish é recomendado, sendo de grande aceitação por parte de quem joga, principalmente crianças.
Quanto à confecção de uma Versão Caseira, realmente não existe grande dificuldade, sendo que este Jogo é um dos que mais Versões foram feitas, principalmente utilizando Pinguins feitos de Biscuit. Todas as imagens desta postagem são Versões Caseiras feitas do Jogo.
Taí mais uma dica !

Blog de Origem: Clube do Tabuleiro de Campinas
Link: https://ift.tt/2jR8FFm
Autor: Wagner

Anúncios

Vídeo explicativo do Jogo “Direita, Esquerda, Centro” – Versão Caseira !



Nossas Versões Caseiras são confeccionadas artesanalmente e para uso pessoal somente, sendo proibido qualquer tipo de venda !


Hoje vamos falar de um Joguinho muito simples, destinado ao Público Infantil, que chamamos de “Direita, Esquerda, Centro”.

Neste Vídeo, explicamos como fizemos nossa Versão Casaira e como o Jogo funciona:



Este Joguinho trabalha 2 coisas bem interessantes:

Perdas e Ganhos !

Neste Jogo, existe uma constância onde você pode estar doando, recebendo ou eliminando de vez as Fichas utilizadas no Jogo. Muitas vezes, você não possui Ficha alguma à sua frente, mas isso não significa que perdeu a partida, pois a mecânica do Jogo permite que você possa receber Fichas de outros Jogadores e ainda sim vencer no final.
Chamamos de Fichas, mas poderão fazer o Jogo utilizando Cubinhos, Feijões, Milhos, Pedras ou qualquer outro Material. Nas imagens e em nosso Vídeo, perceberão que utilizamos Cubinhos vermelhos.
Lateralidade !
Pode parecer algo muito simples para nós, mas para algumas Crianças, principalmente na Faixa logo acima de 3 anos, alguns conceitos simples como Direita, Esquerda, Em cima, Embaixo, Atrás, À frente… podem muito bem ser explicadas através do Lúdico e neste Jogo o conceito “Direita, Esquerda e Centro” é utilizado o tempo todo na partida.
Perceberão pelo Vídeo que “Direita, Esquerda, Centro” é realmente simples, porém temos alguns aspectos interessantes do Lúdico que é o fato de você ora estar Doando Fichas, ora estar Recebendo Fichas, além da possibilidade de ainda continuar jogando e ainda vencer a partida, mesmo quando Fichas não estiverem à sua frente.
Não existe dificuldade no Jogo, embora seja dependente de Sorte pois a aleatoriedade dos Dados praticamente é o que “manda” no Jogo.
Quem acompanha nossas postagens aqui no Blog, vai perceber que de todos os Jogos já discutidos aqui, “Direita, Esquerda, Centro” é com certeza o mais simples, não só como Mecânica, mas como facilidade de confecção, pois basta Milhos, Feijões e Pedras, 1 Dado que pode ser feito de Origami ou Madeira e você tem o Jogo.
Na Versão apresentada no Vídeo, utilizamos Tampas de “Toddy” e fizemos algumas marcações para cada Jogador, orientando Lado direito, Lado esquerdo e Centro, porém não há realmente necessidade disso.
Para aqueles que querem jogar algo bem simples com os pequeninos, taí nossa dica ! No Vídeo, explicamos como o Jogo funciona e como fizemos nossa Versão. 

Blog de Origem: Clube do Tabuleiro de Campinas
Link: https://ift.tt/2KfFcQv
Autor: Wagner

TOP 3 : Dungeon Crawlers

Eu geralmente tenho preferência por jogos euros ou mais estratégicos, mas vivi grande parte da minha adolescência jogando RPG’s, e quando migrei para os jogos de tabuleiro modernos e descobri os primeiros “dungeon crawlers” sempre que dá, jogo uma partidinha deles.

No mercado temos um monte de jogos nessa linha, alguns muito bons, outros nem tanto, por isso eu vou comentar sobre 4 (houve um empate técnico) que para mim são os melhores, tanto tematicamente, quando em matéria de mecânicas e diversão.

Com uma pegada de terror e um aplicativo que substitui o overlord muito bem, a segunda edição do Mansions of Madeness é um dos dungeon crawlers mais imersivos do mercado.

O app do jogo deixa as partidas cheias de clima, as miniaturas muito bacanas e os cenários cheios de puzzles e mistérios ajudam para que ele esteja nesse TOP3 e seja tão citado em várias listas de jogos preferidos da galera.

Na segunda colocação tivemos um empate técnico entre dois jogos, com temas de fantasia medieval, cheios de magias, criaturas, espadas e claro, masmorras.

Tanto o Gloonhaven quanto o Sword & Sorcery não usam overlords, os próprios jogadores é que são guiados a movimentar os inimigos conforme os cenários vão avançando.

Pra mim se pegassem o gerenciamento de mão e a parte de iniciativa de um com a AI dos monstros e avanço do personagem de outro em um único jogo, com certeza ele seria o dungeon crawler perfeito.

Mas a vantagem de serem jogos distintos, é que você pode aproveitar as campanhas de ambos e se divertir bastante com esses dois jogões.

Mecânicas simples, atreladas a cenários com personagens conhecidos, somada a chance de você ser um wookie boladão e sem contar que ainda vem com uma versão skirmish (PVP) fazem com que o Imperial Assault seja o primeiro dessa lista.

Não dá pra competir entre ser um mago “whatever” detonando kobolds ou ter um Han Solo como NPC te ajudando a derrotar uma missão com o Darth Vader, é muita covardia.

 Covardia comparar kobolds com stormtroopers.

Mas se isso não for atrativo o suficiente, as regras e mecânicas dele são super simples de aprender, o sistema de evolução dos personagens é bem bacana e agora com o app ainda dá pra jogar sem a necessidade de um dos jogadores ser o overlord.

Imperial Assault é sem dúvida o dungeon crawler mais legal de todos, a cada partida você fica com mais vontade de conhecer mais o jogo, e você sempre fica esperando o próximo capítulo para ver onde será a próxima batalha entre Rebeldes e Império.

 Joguinho brazuca que não deixa nada a dever aos importados.

Como menção honrosa, deixo indicado também o Possessão Arcana da galera da Sherlock S.A. e que o autor é o gente finíssima Thiago Ferri.

Com tema onde magos precisam encontrar itens mágicos para derrotar demônios, o Possessão Arcana saiu via Financiamento Coletivo, teve sua tiragem esgotada e não deixa nada a dever aos dungeon crawlers importados e se você curte o tema, tente jogá-lo que vai te surpreender.

Blog de Origem: E aí, tem jogo? – A sua página sobre jogos de tabuleiro moderno.
Link: https://ift.tt/2jO9z5v
Autor: Carlos “Cacá”

Vídeo explicativo do Jogo Piquenique – Versão Caseira !

Nossa Versão com Tema “Joaninhas”

Nossas Versões Caseiras são confeccionadas artesanalmente e para uso pessoal somente, sendo proibido qualquer tipo de venda !


Hoje vamos falar de um joguinho muito interessante, que chamamos por aqui de “Piquenique”.


Imagem: Ecobrinquedoteca do Parque
Quando fizemos a “Oficina de Formação de Ecobriquedistas”, a Ecobrinquedoteca do Parque tinha um Jogo desses por lá, utilizando formas geométricas e como gostamos demais dele, resolvemos fazer uma Versão com o Tema “Dengue”.


Imagem: Ecobrinquedoteca do Parque

Adicionar Imagem: Ecobrinquedoteca do Parque


Passado alguns anos, resolvemos mostrar pra vocês este Jogo muito interessante, principalmente quando jogado com Crianças, pois é bem simples de jogar e também de se fazer.

Fizemos um Vídeo explicativo, onde explicamos o Jogo e também como fizemos nossa Versão com o Tema “Joaninhas”:



“Piquenique” vem da ideia original utilizada na Ecobrinquedoteca do Parque, onde os Jogadores precisam sair com seus Marcadores de suas Casas, se encontrarem no Parque e depois voltarem para suas Casas, antes do Sol se por.


Imagem: Ecobrinquedoteca do Parque – Versão “Dengue”

Imagem: Ecobrinquedoteca do Parque – Versão “Dengue”

Imagem: Ecobrinquedoteca do Parque – Versão “Dengue”
Na nossa Versão, as Joaninhas precisam sair de suas Casinhas, se encontrarem na Flor e depois voltarem para suas Casinhas, antes do Sol se por.

Existe um caminho onde cada Joaninha terá que percorrer, sendo que fizemos 3 Marcações com valores 1, 2, 3 e 4 para cada uma das 4 Joaninhas que utilizamos no Jogo. Já para o Sol, utilizamos valores 5 e 6.


Nossa Versão com Tema “Joaninhas”


De uma forma geral, o Vídeo acima é bem explicativo e realmente não terão dificuldades em entender e  jogar, sendo que a parte mais complicadinha será montar o Jogo, mas como perceberão nas Imagens e no Vídeo, basta adaptar e improvisar Tampinhas de vários tamanhos e tem-se o Jogo numa boa.

Para aqueles que tem crianças ou alunos pequenos, “Piquenique” é um Joguinho muito recomendado, pois dependendo do Tema a ser colocado, pode ser trabalhado muitos aspectos como Cooperativismo ou mesmo assuntos como Dengue, que citamos acima.

Taí a dica ! Esperamos que tenham gostado ! Imagens abaixo são de nossa Versão com Tema “Joaninhas”


Blog de Origem: Clube do Tabuleiro de Campinas
Link: https://ift.tt/2KTXkRh
Autor: Wagner

LudoTable. Nosso novo patrocinador!!!!

É com muita alegria que anuncio o nosso mais novo patrocinador.  Eles já desde o inicio são nossos parceiros mas agora oficializamos uma patrocinio. E ele veio com uma excelente surpresa. Um tampo especial para adaptar nas mesas quadradas de plastico usadas no evento.  Esse tampo permite que se jogue Gaslands e até outro jogo

Blog de Origem: Castelo das Peças
Link: https://ift.tt/2IvFfKU
Autor: shamou

Vídeo explicativo do Jogo SIX – Versão caseira !

Caixa do Jogo original

Nossas Versões Caseiras são confeccionadas artesanalmente e para uso pessoal somente, sendo proibido qualquer tipo de venda !


Imagens retiradas do Site BoardGameGeek !
Hoje vamos falar um pouquinho de um Jogo que já fizemos postagem aqui no Blog e que podemos considerar como um dos mais simples e interessantes Jogos para 2 Jogadores. Trata-se de Six !
Peças do Jogo original
Este Jogo possui pouquíssimos Componentes, basicamente constituindo de 21 Hexágonos Pretos e 21 Hexágonos Vermelhos + 1 Livro de Regras.

Vídeo explicativo do Jogo SIX  – Versão Caseira, que fizemos utilizando Tampinhas:



Six é um Jogo de posicionamento de peças tentando formar 3 Figuras possíveis de serem feitas com os Hexágonos. A imagem abaixo mostra estas 3 posições… O primeiro Jogador que formar uma das 3 vence a partida.


3 formatos possíveis para vencer a partida
Para jogar, cada Jogador pega seus 20 Hexágonos e para o Setup inicial, coloca-se 1 peça de cada Cor lado a lado. À partir daí cada Jogador à sua vez poderá optar por:
– Colocar 1 Hexagono al lado de qualquer Peça já colocada, que pode ser da sua cor ou não.
– Mover 1 Hexágono de sua cor, desde que seja possível o movimento. Este Hexágono poderá parar ao lado de qualquer peça. Para  quem já jogou Hive, por exemplo, este movimento é o mesmo da Formiga.

Em nenhum momento do Jogo, os Jogadores poderão dividir o Conjunto de Peças, que sempre deverá ficar unido. O primeiro Jogador a conseguir fazer uma das 3 formas vence a partida.



Conjunto com os 3 formatos possíveis para vencer a partida
O que achamos do Jogo ?
Six é um Jogo muito simples, porém exige dos Jogadores uma considerável dose de estratégia e dependendo do nível destes Jogadores, uma partida dura bastante tempo.
O fato de você vencer formando qualquer uma das 3 formas, traz 2 problemas que caminham ao mesmo tempo, que é tentar montar as formas e também desmontar as formas que estão sendo feitas pelo adversário.
Six é abstrato na sua natureza, mas considero um dos Jogos mais legais que temos por aqui, devido principalmente pela simplicidade e pelo tempo de duração, que geralmente não leva mais que 20 minutinhos.
Confecção Versão Caseira Eva 2mm
Fizemos uma Versão Caseira com Hexágonos de Eva2mm, mas basta 20 Tampinhas de Refrigerante de uma cor e 20 de outra (Se possível, mesma marca, devido ao fato de serem do mesmo tamanho) e você já tem o Jogo.
Para Tampinhas redondas, recomendamos cuidado ao posicioná-las pois deverá ser observado o posicionamento delas no Conjunto. No jogo original feito com Hexágonos fica claro as 6 direções de colocação, mas em Tampinhas redondas estas mesmas direções deverão ser respeitadas.
Confecção Versão Caseira Eva 2mm
Recomendamos este Jogo pela simplicidade, pela alta rejogabilidade e por considerarmos um dos melhores Jogos Abstratos que temos, considerando os Componentes que são mínimos.
Joguinho genial e altamente recomendado !


Confecção Versão Caseira Eva 2mm

Versão Caseira Eva 2mm

Versão Caseira Eva 2mm

Versão Caseira utilizando Tampinhas

Versão Caseira utilizando Tampinhas

Versão Caseira utilizando Tampinhas

Versão Caseira utilizando Tampinhas

Versão Caseira utilizando Tampinhas

Blog de Origem: Clube do Tabuleiro de Campinas
Link: https://ift.tt/2Ic58Mg
Autor: Wagner